Segundo turno

Raquel Lyra e Tony Gel fazem críticas mútuas e debatem propostas na Rádio Jornal

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 19/10/2016 às 11:31
NOTÍCIA
Leitura:

Tony Gel (PMDB) e Raquel Lyra (PSDB) debateram propostas na Rádio Jornal Caruaru
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Os candidatos à Prefeitura de Caruaru Raquel Lyra (PSDB) e Tony Gel (PMDB) participaram de debate nesta quarta-feira (19) na Rádio Jornal local. O início do encontro - mediado por Igor Maciel - abordou as propostas de ambos nas áreas de educação, saúde, segurança e Feira da Sulanca. Quando os candidatos tiveram a oportunidade de fazer perguntas entre si, houve críticas mútuas. 

Em uma pergunta sobre educação, Tony Gel perguntou a Raquel Lyra sobre as 8 mil vagas em creches implantadas em Petrolina, no Sertão, na época em que ela era secretária estadual da Criança e da Juventude, questionando porque as vagas não foram trazidas para Caruaru.

O candidato chegou a usar um vídeo de Raquel em sua propaganda na televisão, que acabou sendo alvo de uma decisão do juiz da propaganda eleitoral, Brasílio Guerra, que acarretou na concessão de direito de resposta a Lyra.

"Mostramos que reequipamos todas as creches de Caruaru, através da ação que fiz como secretária e como deputada, com emenda parlamentar, podendo trazer aqui os parques internos e parques externos, fogão industrial, geladeira, berço, cama, a duplicação da capacidade de atendimento da creche Tia Carminha", defendeu-se a candidata.



O apoio do prefeito José Queiroz (PDT) a Raquel Lyra também foi abordado por Tony Gel, que por três vezes trouxe o assunto à tona, tentando apresentar contradições na aliança. "Eu quero conversar com você que está em casa, que está se perguntando com quem o candidato adversário está pensando que está disputando a eleição. Temos dois candidatos no segundo turno, sou eu e ele. O prefeito Queiroz já deu sua contribuição a Caruaru", rebateu Raquel.

A candidata aproveitou para devolver a crítica a Tony Gel, dizendo que ele abandonou a cidade ao renunciar ao mandato para disputar o pleito para vereador, em 2008. "Por mais que o senhor diga que deixou a prefeitura porque queria ser vereador para fazer uma fiscalização... Isso não cola. O senhor deixou a prefeitura nas mãos de Neguinho Teixeira", afirmou.

Radialista Iran Carvalho e jornalista Inês Calado fizeram perguntas aos candidatos
Foto: Ana Maria Miranda/NE10 Interior
Raquel Lyra foi perguntada pela jornalista Inês Calado, do NE10, sobre como seriam as articulações com o governador Paulo Câmara (PSB) caso seja eleita, já que o gestor decidiu apoiar Tony Gel (PMDB) no segundo turno. A candidata ressaltou o potencial da cidade e disse que - independente de política - Paulo Câmara é governador e tem compromissos com todo o Estado.

Já Tony Gel foi questionado pelo radialista Iran Carvalho, da Rádio Jornal Caruaru, sobre a segurança e os recursos para investir na área. O candidato falou sobre sua proposta de tornar o 4º Batalhão da Polícia Militar exclusivo para a cidade, que já foi entregue ao governador. "Não está fácil para estado nenhum", afirmou, ressaltando que está otimista que o País vai sair da crise para que seja possível realizar os investimentos. "O prefeito tem que ser protagonista no processo", completou.

Ouça a íntegra do debate:




Mais Lidas