Case

Princípio de rebelião é registrado na Funase de Garanhuns

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 21/10/2016 às 10:20
NOTÍCIA
Leitura:

Após a contenção dos internos, uma revista foi realizada na unidade, segundo a polícia
Foto: divulgação/Polícia Militar
Um princípio de rebelião foi registrado na noite dessa quinta-feira (20) no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case/Funase) de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. O motivo não foi informado pela polícia e ninguém ficou ferido.

De acordo com a Polícia Militar, a confusão aconteceu no Pavilhão 1 na unidade. Os internos atearam fogo em dois colchões na entrada do pavilhão. As chamas foram contidas pelos agentes da unidade e pelo Corpo de Bombeiros.

Após a contenção dos internos, uma revista foi realizada nas celas. A PM não entrou em contato direto com os menores. Ainda segundo a polícia, o diretor da unidade determinou que os mentores da rebelião fossem transferidos para o Pavilhão 5.

Internos atearam fogo na entrada do Pavilhão 1, de acordo com a Polícia Militar
Foto: divulgação/Polícia Militar
Em nota, a Fundação de Atendimento Socioeducativo informou que houve tentativa de fuga, mas nenhum interno conseguiu fugir. O Case de Garanhuns tem capacidade para 73 adolescentes. Atualmente, conta com 100 internos.


Fuga

Na última sexta-feira (14), 13 internos fugiram do Case/Funase de Garanhuns. De acordo com a Polícia Militar, uma obra que está sendo realizada na unidade teria facilitado a fuga dos reeducandos, por cima do muro. A assessoria de imprensa da Funase informou que os jovens utilizaram uma corda feita com lençóis amarrados ("tereza"). Quatro deles foram recapturados no mesmo dia.

Mais Lidas