Motivos políticos

Ex-candidata a vereadora é baleada e marido dela é morto em Camocim

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 24/10/2016 às 10:59
NOTÍCIA
Leitura:

Marido da ex-candidata, José Aron da Silva Filho, 30 anos, não resistiu e faleceu
Foto: reprodução/TV Jornal
Uma ex-candidata a vereadora em Camocim de São Félix, no Agreste de Pernambuco, foi baleada no último sábado (22) no município. O marido dela também foi atingido e não resistiu. O crime teria motivações políticas.

De acordo com a Polícia Militar, a técnica de enfermagem Kátia Maria Tavares da Silva, 49 anos, que ficou como suplente de vereadora a partir de 2017 no município, teria se desentendido com duas pessoas desconhecidas no dia do pleito.

Segundo a polícia, após tomar conhecimento da suposta identidade das pessoas, se dirigiu à residência de um homem. No local, acabou discutindo com a irmã e a mãe dele. A ex-candidata voltou para casa, onde foi abordada mais tarde pelo homem citado e por uma segunda pessoa, ainda de acordo com a PM. Os suspeitos teriam chegado em uma moto e atirado contra Kátia e o marido.

José Aron da Silva Filho, 30 anos, foi atingido por cinco tiros e chegou a ser levado para o hospital local e transferido para uma unidade de saúde em São Joaquim do Monte, mas não resistiu. Já Kátia foi atingida de raspão por um tiro no abdômem, medicada e liberada. Os suspeitos não foram encontrados e caso será investigado.

Em entrevista à Rádio Jornal, o agente da Polícia Civil Humberto Oliveira disse que os motivos para o crime foram políticos, após a derrota do prefeito que uma das vítimas apoiava. Ainda segundo ele, as vítimas teriam sido socorridas para São Joaquim do Monte de Toyota, porque não havia ambulância em Camocim.

Mais Lidas