Polícia Civil

Suspeito de participar de chacina em Poção é preso no Maranhão

NE10 Interior NE10 Interior
NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 26/10/2016 às 11:37
NOTÍCIA
Leitura:

Poção foi tomada pela tristeza e comoção após a morte dos conselheiros tutelares e da avó materna da criança
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Um dos suspeitos de participar de uma chacina em fevereiro do ano passado, em Poção, no Agreste de Pernambuco, foi preso nessa terça-feira (25). De acordo com a polícia, Welington Silvestre dos Santos, 27 anos, estava em Santa Helena, no Maranhão. Ele portava de forma ilegal um revólver calibre .38.

Natural de Serra Talhada, no Sertão, o suspeito era procurado desde o ano passado e é apontado como executor dos crimes. Sete pessoas foram indiciadas pela chacina.

Entenda o caso

Três conselheiros tutelares e uma idosa de 62 anos foram mortos na noite de 6 de fevereiro de 2015 enquanto seguiam em um carro do conselho tutelar com uma menina de três anos, que foi a única sobrevivente. Eles vinham da casa da avó paterna da criança, apontada pela polícia como mandante do crime, em Arcoverde, no Sertão.

As vítimas foram os conselheiros José Daniel Farias, 31, Lindenberg Vasconcelos, 53, e Carmen Lúcia da Silva, 37. A idosa era a avó materna da criança, Ana Rita Venâncio.

De acordo com o inquérito da Polícia Civil, os suspeitos teriam recebido R$ 45 mil da oficiala de Justiça Bernardete Lurdes Britto Siqueira, 52 anos, para cometer o crime. A motivação do assassinato foi o embate judicial que a família de Bernardete avó paterna da criança mantinha com a família da mãe pela guarda da menina.

Mais Lidas