Polícia Federal

PF encontra jovem que fugiu de Caruaru por proposta de ser MC em SP

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 14/11/2016 às 7:52
NOTÍCIA
Leitura:

Adolescente foi encontrado no Aeroporto do Recife, com o apoio das câmeras de monitoramento
Foto: divulgação/Polícia Federal
Um estudante de 17 anos que havia desaparecido em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, foi encontrado nesse domingo (13) no Aeroporto dos Guararapes, no Recife. De acordo com a Polícia Federal, o adolescente saiu de casa na última sexta-feira (11), após receber uma suposta oportunidade de trabalho como cantor de funk (MC) pela internet. A proposta, que teria sido feita por uma mulher, era em São Paulo (SP).

Família fez mobilização nas redes sociais para localizar o jovem
Foto: divulgação/Polícia Federal
Ainda segundo a PF, o rapaz estava na área de embarque quando foi encontrado pelos policiais através das câmeras de monitoramento do aeroporto. O menor de idade disse à polícia que chegou ao Recife através de uma carona e que, segundo a orientação da mulher com quem estava mantendo contato pelo WhatsApp, deveria aguardar uma pessoa que lhe entregaria o dinheiro da passagem. Porém, ninguém apareceu e o rapaz passou a dormir na rua e a pedir dinheiro emprestado para a alimentação, ainda segundo a polícia.

Sem notícias do adolescente, a família fez apelos nas redes sociais, na tentativa de localizar o rapaz. Após uma troca de informações, o jovem foi localizado e entregue à família. De acordo com a Polícia Federal, os pais foram orientados a prestar uma ocorrência para iniciar uma investigação com o objetivo de identificar a pessoa com quem o menor estava se comunicando, assim como os reais motivos em levá-lo para São Paulo.

O pai do rapaz gravou um vídeo agradecendo o empenho das pessoas que ajudaram na localização do filho. Confira:

Dicas de segurança

A Polícia Federal divulgou, junto com o caso, algumas dicas de segurança de como prevenir possíveis crimes que envolvem o uso da internet, como a exploração sexual de crianças e adolescentes e a pornografia infantil na internet. De acordo com a polícia, é necessário que os pais e responsáveis fiquem atentos para identificar sinais de ataques, através do comportamento da criança ou do adolescente, entre outros. Confira:

1. Vetar informação em demasia e o acesso de desconhecidos a fotografias e outros dados pessoais;
2. Evitar colocar fotos com pessoas (grupos de amigos), carros (a placa localiza o endereço), casa (mostra onde a pessoa mora) nem informações pessoais (telefones, endereços, CPF, etc);
3. Nunca incluir desconhecidos nos contatos;
4. Os pais devem atrair a confiança dos filhos através do diálogo sem qualquer tipo de repressão para que no primeiro sinal de perigo a criança possa sentir-se à vontade e procurar a sua ajuda;
5. A vida moderna exige que os pais tenham pelo menos conhecimento básico de internet;
6. Deixe o computador num local comum e visível da casa;
7. Se vetar alguma página explique as razões e os perigos da rede;
8. Os pais devem supervisionar os acessos dos filhos de uma forma discreta;
9. Há tempo para tudo. Não permita altas horas de exposição na internet.

Mais Lidas