"Coroa"

Polícia deflagra operação para reprimir crimes violentos na Mata Sul

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 23/11/2016 às 9:50
NOTÍCIA
Leitura:

Presidiários foram alvos de alguns mandados de prisão, de acordo com a polícia
Foto: divulgação
A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quarta-feira (23) a operação "Coroa", com o objetivo de cumprir mandados de prisão contra suspeitos de homicídios, roubos, tráficos de drogas e associação criminosa em São José da Coroa Grande e municípios circunvizinhos, na Zona da Mata Sul de Pernambuco.

De acordo com o gerente de controle operacional do Interior 1, delegado Sérgio Moura, até 9h30 oito mandados de prisão contra pessoas que estavam em liberdade haviam sido cumpridos. Uma nona pessoa ainda estava sendo procurada. Onze pessoas envolvidas na operação já estão presas. "Os policiais vão ao presídio e informam à administração e ao preso, para que se chegar uma ordem de soltura pela prisão anterior, a pessoa continue no presídio", explica o delegado.

Dos mandados de prisão contra alvos soltos, cinco são de prisão preventiva e quatro de internação provisória (menores de 18 anos). Dos 20 envolvidos, 16 são homens e quatro mulheres. Ainda segundo o delegado, trata-se de uma quadrilha só. Além dos mandados de prisão, foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão domiciliar, todos expedidos pelo juiz de Direito da Vara de São José da Coroa Grande.

O delegado Sérgio Moura disse ainda que foram apreendidos um riffle calibre 38 e uma espingarda calibre 12. De acordo com a Polícia Civil, participam do trabalho operacional 60 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães. As investigações começaram há 11 meses na Delegacia de São José da Coroa Grande, com o apoio do Centro Integrado de Inteligência e da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil.

Os presos e os materiais apreendidos foram levados para a Delegacia Seccional de Palmares, onde os suspeitos estão sendo ouvidos. Após a realização de exames, os homens serão levados para o Presídio Rorenildo da Rocha Leão, em Palmares, e as mulheres para a Colônia Penal Feminina Bom Pastor, no Recife.

Mais Lidas