JFPE

Acusado de matar promotor de Itaíba vai a júri popular nesta segunda

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 12/12/2016 às 8:36
NOTÍCIA
Leitura:

Promotor de Justiça de Itaíba Thiago Faria Soares foi morto em 14 de outubro de 2013
Foto: arquivo pessoal
A Justiça Federal em Pernambuco (JFPE) realiza, nesta segunda-feira (12), o júri popular de José Maria Domingos Cavalcante, um dos acusados de envolvimento no assassinato do promotor de Justiça de Itaíba Thiago Faria Soares. A sessão acontece no 10º andar do edifício-sede da JFPE, no bairro do Jiquiá. O júri começa às 9h e tem previsão de durar três dias.

José Maria Domingos Cavalcante é acusado de homicídio doloso e de tentativa de homicídio contra a então noiva do promotor, Mysheva Freire Ferrão Martins, e do tio dela, Adautivo Elias Martins. Outros três acusados já foram julgados em outubro, quando o advogado de Cavalcante faltou, sem justificativa. No primeiro dia da sessão, o juízo da 36ª Vara Federal determinou o desmembramento do julgamento para Cavalcante.

Acusados condenados

José Maria Pedro Rosendo Barbosa foi condenado a 50 anos e quatro meses de prisão em regime fechado e José Marisvaldo Vítor da Silva a 40 anos e oito meses de prisão em regime fechado, ambos por homicídio doloso e tentativa de homicídio. O réu Adeildo Ferreira dos Santos foi considerado inocente pelo júri popular e absolvido das acusações. O julgamento foi realizado entre os dias 24 e 28 de outubro deste ano.

Relembre o caso

O promotor de Justiça de Itaíba Thiago Faria foi morto em 14 de outubro de 2013, a tiros de espingarda calibre 12, enquanto seguia de carro para Itaíba, cidade no Agreste de Pernambuco, pela rodovia PE-300. Faria estava acompanhado da então noiva, Mysheva Freire Ferrão e de um tio dela, quando outro veículo se aproximou e efetuou os disparos. Os passageiros conseguiram escapar. O fazendeiro José Maria Pedro Rosendo é suspeito de ser mandante do crime; a motivação teria sido disputa por terras.

Mais Lidas