Crime ambiental

Mais de 138 aves são resgatadas em Garanhuns e Cachoeirinha

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 19/12/2016 às 14:36
NOTÍCIA
Leitura:

Foram 90 aves resgatadas em Garanhuns e outras 48 em Cachoeirinha, ambas no Agreste
Foto: divulgação/CPRH
Mais de 138 aves foram resgatadas em uma ação de fiscalização da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) e Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma) no último sábado (17) em Garanhuns e Cachoeirinha, ambas no Agreste de Pernambuco.

De acordo com a CPRH, uma fiscalização de rotina na feira livre de Garanhuns encontrou 90 aves (a maioria pássaros), que estavam sendo comercializadas no local. Em Garanhuns, também foram apreendidos um revólver 38 e duas espingardas. Duas pessoas foram detidas por porte ilegal de arma e levadas à Delegacia de Garanhuns. Elas foram liberadas após pagamento de fiança.

Já em Cachoeirinha, a operação chegou à zona rural do município após denúncias e 48 aves foram resgatadas em residências. No total, foram feitas três autuações e o valor das multas aplicadas por crime ambiental é de R$ 39 mil.

Entre os pássaros resgatados nas ações estão galo de campina, azulão, patativa, craúna, papagaio, periquito e tuim. Os animais foram levados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), no Recife, e serão devolvidos à natureza.

Operação foi realizada pela CPRH e pelo Cipoma
Foto: divulgação/CPRH
Cetas Tangara

O Cetas Tangara fica no bairro de Guabiraba, no Recife, e será inaugurado oficialmente nesta terça-feira (20) pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e CPRH. Entre março e novembro deste ano, o centro recebeu mais de 5 mil animais silvestres. No mesmo período, foram devolvidos à natureza 3.435 aves.

Mais Lidas