Operação Profissão Perigo

Funcionário público era chefe de esquema na Prefeitura de Panelas

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 17/02/2017 às 9:46
NOTÍCIA
Leitura:

Operação "Profissão Perigo" foi realizada nesta sexta-feira em Panelas
Foto: arquivo/Agência Brasil
Um funcionário público e três empresários são suspeitos de participar de um esquema de desvio de dinheiro da Prefeitura de Panelas, no Agreste de Pernambuco. Eles foram presos temporariamente pelos crimes de peculato e associação criminosa, dentro da operação "Profissão Perigo", nesta sexta-feira (17). A suspeita é de que pelo menos R$ 1 milhão tenha sido desviado.

De acordo com o diretor de Polícia Especializada, delegado Darlson Macedo, a investigação foi solicitada pelo ex-prefeito, Sergio Miranda (PTB), e a atual prefeita, Joelma Campos (PSB), colaborou. "Um grupo criminoso, através de contratos e notas de empenho falsas, estava desviando dinheiro da prefeitura, repassando para alguns empresários, que em conluio com um funcionário público (chefe do esquema) fazia pagamentos por serviços nunca realizados", explica.

Ainda segundo o delegado, o esquema criminoso envolvia vários setores da prefeitura, principalmente a área de eventos e limpeza urbana. As investigações começaram em janeiro deste ano e foram realizadas pela delegada Patrícia Domingos, titular da Delegacia de Crimes Contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp).

Cumprimento de mandados

Na operação deflagrada nesta sexta-feira (17), foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e oito mandados de busca e apreensão, expedidos pelo juiz da Vara Única da Comarca de Panelas. Cinquenta policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães participaram a ação.

Mais Lidas