Mostra

Exposição "Dezova", em Caruaru, retrata violência urbana

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 14/03/2017 às 15:39
NOTÍCIA
Leitura:

Nome da exposição, "Dezova", tem relação com o fato de o artista ter inserido uma dezena de ovos na estrutura de um carro carbonizado
Foto: divulgação/Eric Gomes
Uma exposição que aborda de forma poética a violência urbana e a duplicidade da vida e morte será lançada na próxima sexta-feira (17), a partir das 20h, na Galeria Mestre Galdino Sesc de Caruaru, no Agreste de Pernambuco. 

Intitulada "Dezova", a mostra do artista plástico Fernando Augusto Lima traz estas questões para o debate cotidiano. No total, são 40 fotos, um vídeo com trilha sonora de Alfaia e objetos. A exposição fica em cartaz até o dia 28 de abril e a visitação pode ser realizada de segunda-feira a sexta, das 9h às 21h. A entrada é gratuita.

O trabalho do artista é ancorado na dicotomia da palavra desovar: ao mesmo tempo, pode ser a criação da vida pelos animais e também a ação de descarte, abandono. O nome da exposição, "Dezova", tem relação com o fato de o artista ter inserido uma dezena de ovos na estrutura de um carro carbonizado.

A inspiração para a exposição surgiu a partir do cenário em que o artista transitava, a BR-408, entre o Recife e São Lourenço da Mata, via utilizada para abandono de carros utilizados para cometer crimes. A ideia de Fernando Augusto, portanto, foi rebater o sentido de destruição e aniquilamento do ato da desova, transformando o fim em um processo de renascimento.

O artista

Dezova é a 11ª exposição individual do artista; o projeto tem incentivo do Governo de Pernambuco, através do Funcultura e é uma realização de Guilherme l. F. Patriota (Theia Produtores Associados). Fernando Augusto acumula diversas experiências em sua trajetória de artista plástico, com exposições coletivas e individuais em vários países, como Cuba e Argentina.

Fernando foi ganhador do Prêmio de Arte Mural - Salão de Arte Contemporânea de Pernambuco e do Concurso de Gravuras - Centro Cultural Brasil/Espanha, Recife. Entre outros trabalhos, em 2002 e 2005 criou e coordenou o SPA das Artes Semana das Artes Visuais do Recife.

 

Mais Lidas