Piso salarial

Professores protestam contra salários atrasados na Prefeitura de Caruaru

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 31/03/2017 às 15:44
NOTÍCIA
Leitura:

Professores ocuparam hall da Prefeitura de Caruaru
Foto: divulgação/Sinteduc

Cerca de 300 professores ocuparam durante cerca de 30 minutos o hall de entrada da Prefeitura de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, na manhã desta sexta-feira (31). De acordo com um dos coordenadores do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Caruaru (Sinteduc), Fred Santiago, os educadores protestaram contra o não pagamento dos salários.

Segundo Fred Santiago, o valor deveria ter sido entregue nesta sexta-feira (31), o que não aconteceu. Outro motivo da manifestação teria sido o não cumprimento da lei do piso salarial. Ainda de acordo com o coordenador do Sinteduc, o percentual do Ministério da Educação (MEC) para este ano seria de 7,64% de reajuste no pisto dos professores.

A decisão de ocupar a prefeitura foi tomada após uma assembleia. Na reunião, também foi definido que os professores irão entregar um ofício à prefeitura, comunicando que, a partir de segunda-feira (3), os professores darão apenas 30 minutos de cada aula. "Nos outros 20 minutos, vamos voltar para a sala dos professores como forma de protestar", afirmou.

De acordo com o Sinteduc, a rede municipal conta com aproximadamente 2 mil professores efetivos e 1.200 temporários. Uma reunião com a prefeitura foi marcada para o dia 19 de abril para tratar das pautas da categoria.

Decisão de ocupar prefeitura foi tomada em assembleia
Foto: divulgação/Sinteduc
Além dos trabalhadores da educação, representantes de outros movimentos sociais e grupos de estudantes realizaram um protesto no centro da cidade, contra a reforma da previdência.

Resposta da prefeitura

Por meio de nota, a Prefeitura de Caruaru informou que o secretário de Governo, Rubens Júnior, esteve com os manifestantes para dialogar, "mas não foi entregue, nem feita a ele, nenhuma reivindicação específica".

Ainda de acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, esta semana foi assinado o decreto que cria o Programa de Negociação Permanente. Para os professores, "foi anunciado o pagamento de mais de R$ 1 milhão em terços de férias vencidos e não pagos pela gestão anterior", diz o texto.

A Secretaria de Administração informou que os servidores da saúde e de toda a administração indireta receberam seus salários nesta sexta-feira (31). Ainda segundo a pasta, por problemas operacionais, o pagamento da administração direta será realizado na segunda-feira (3). "A gestão municipal reafirma o compromisso de diálogo e transparência com os servidores municipais", diz a nota.

Mais Lidas