Polícia Federal

Estelionatário do Sul do País é preso no Sertão de Pernambuco

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 02/05/2017 às 7:49
NOTÍCIA
Leitura:

Suspeitos foram abordados pela Polícia Federal quando chegavam à agência da CEF em Ouricuri
Foto: divulgação/Polícia Federal

Um homem considerado um dos maiores estelionatários de Santa Catarina, na região Sul do Brasil, foi preso após tentar aplicar golpe na Caixa Econômica Federal (CEF) de Ouricuri, no Sertão de Pernambuco. A prisão foi realizada no dia 26 de abril e divulgada nesta terça-feira (2) pela Polícia Federal.

De acordo com a PF, o autônomo Ademir Costa, 52 anos, foi abordado quando chegava à agência bancária da Caixa na cidade, em um carro branco. Ele estava na companhia do comerciante José Carlos Spinoza Nascimento, 35, que também foi detido.

A polícia constatou que o primeiro suspeito estava com um mandado de prisão preventiva em aberto, expedido pela 5ª Vara Criminal de Blumenau (SC) e já havia sido preso várias vezes por estelionato. Ademir Costa chegou a ser preso dentro da Operação Falcatrua, desencadeada pela PF em Itajaí (SC) em 2012. Ele estava em liberdade provisória e recentemente foi condenado a 48 anos de prisão em regime fechado. Desde então, era considerado foragido da Justiça.

José Carlos utilizava documentos falsos e não tinha antecedentes criminais
Foto: divulgação/Polícia Federal

Já o outro suspeito, José Carlos, utilizava documentos falsos e não tinha antecedentes criminais. Ele foi autuado em flagrante pelo crime, cujas penas variam de dois a seis anos de reclusão.

Segundo a Polícia Federal, há a suspeita de que Ademir Costa tenha montado uma rede de laranjas para aplicação de golpes junto à Caixa Econômica Federal e INSS, através de cartões clonados. Ele já teria retirado cerca de R$ 215 mil de contas do FGTS. Os dois foram levados para a Polícia Federal em Salgueiro e conduzidos à Cadeia Pública da cidade.

Outras fraudes

A PF informou ainda que a Caixa Econômica faz levantamentos para identificar se os homens estão ligados a outras fraudes na região, nas agências de Ouricuri e Arcoverde, no Sertão, e Garanhuns e Pesqueira, no Agreste.

Mais Lidas