Operação Igarapé

Água furtada do Prata poderia abastecer cidade de 100 mil habitantes

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 05/05/2017 às 11:59
NOTÍCIA
Leitura:

Alvos da operação são suspeitos de desviar água da Adutora do Prata
Foto: divulgação/Polícia Civil

Pelo menos seis pessoas já foram presas dentro da Operação Igarapé, deflagrada na manhã desta sexta-feira (5) com o objetivo de prender suspeitos de desviar de forma ilegal (furto qualificado) e comercializar água da Adutora do Prata, que passa por Caruaru, no Agreste de Pernambuco. O Agreste do Estado passa pela pior seca dos últimos 60 anos.

De acordo com o diretor da Dinter 1, delegado Nehemias Falcão, o volume de água já furtado pelos suspeitos é grande. "Segundo o levantamento inicial dos técnicos da Compesa, a água que está sendo desviada e comercializada é um volume suficiente para abastecer uma cidade de 100 mil habitantes", afirmou.

Perguntado sobre as circunstâncias do furto da água, o delegado afirmou que além das pessoas que comercializam a água por meio de caminhões-pipa, estão sendo investigados proprietários rurais que armazenavam em suas propriedades. Funcionários da Compesa também podem estar envolvidos no esquema.

Segundo a Polícia Civil, foram cumpridos 18 mandados de busca e apreensão domiciliar. Cinco das pessoas presas serão autuadas em flagrante, por causa de posse de arma de fogo ou munições. Um mandado de prisão temporária foi cumprido. Outros dois alvos de mandados de prisão temporária ainda estão sendo procurados.

As investigações começaram em novembro do ano passado na 3ª Delegacia de Caruaru, com o apoio do Núcleo de Inteligência do Agreste. Participam do trabalho operacional 110 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães, além de quatro equipes do Instituto de Criminalística.

A operação foi supervisionada pela chefia da Polícia Civil e coordenada pela Diretoria Integrada do Interior 1 (Dinter 1) e 14ª Delegacia Seccional de Caruaru.

Barragem do Prata está com 11% da capacidade

Atualmente, a Barragem do Prata, que fica em Bonito, no Agreste de Pernambuco, está com 11% da capacidade total, que é de 42 milhões de metros cúbicos. Por causa do baixo nível, a Compesa realiza um rodízio de abastecimento na cidade, de cinco dias com água e 20 sem água. Além de Caruaru, o Sistema Prata abastece outras cidades da região.

Mais Lidas