Acúmulo

Chuvas aumentam níveis das barragens no Agreste de Pernambuco

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 29/05/2017 às 16:27
NOTÍCIA
Leitura:

Sistema Prata, localizado em Bonito, no Agreste, está com 50% da capacidade
Foto: divulgação/Compesa

A Barragem do Prata, que estava com 12,38% da capacidade na última sexta-feira (26), atingiu a marca de 50% da capacidade nesta segunda-feira (29). Localizado em Bonito, no Agreste, o reservatório tem capacidade de 42,1 milhões de metros cúbicos. Apesar disto, a Companhia de Saneamento de Pernambuco (Compesa) não fará, por enquanto, alterações no calendário, para preservar o manancial. A Barragem de Jucazinho, localizada em Surubim e que está em colapso, não sofreu alterações.

O acumulado representa esperança para os moradores da região, que vivem em rodízio de abastecimento. Algumas localidades de Caruaru, por exemplo, chegam a passar mais de 20 dias sem água. Outras cidades, como Belo Jardim, só recebem água de carros-pipa.

Em Garanhuns, também no Agreste, as três barragens conseguiram acumular volume de água. As barragens de Mundaú, que têm a capacidade de acumular 1,2 milhão de metros cúbicos de água, está com 83% do total (volume de 998,74 m³). Este reservatório estava há três dias com 40%.

A Barragem de Inhumas está com 4,2 milhões m³, o que representa 62% da capacidade (6,9 milhões m³). A Barragem de Cajueiro está com 6,6 milhões m³, 53% da capacidade total, que é de 14,4 milhões de m³. Sobre Garanhuns, a Compesa informou que irá aguardar o mês de junho para estudar a possibilidade de aleração do calendário de abastecimento da cidade.

Chuvas provocam danos

De acordo com a Compesa, o Sistema Cajueiro, que é responsável por 60% de Garanhuns, está sem funcionar por causa do rompimento de um trecho da adutora pertencente à unidade operacional. A expectativa é que o sistema volte a operar na próxima quarta-feira (31), uma vez que, segundo a Compesa, ainda há dificuldade de locomoção dos técnicos para realizar os serviços de reparos.

Outro sistema de abastecimento de Garanhuns, o Inhumas, está inoperante por causa de problemas elétricos, também provocados pelas chuvas. O terceiro sistema, o Mundaú, também não está operando, porque atua de forma integrada aos demais. A previsão é de que o Sistema Inhumas volte a funcionar nesta segunda-feira (29), quando será possível retomar a distribuição de água na cidade.

Por causa disto, haverá um atraso de dois dias no calendário vigente, ou seja, a área 2, que seria abastecida nos dias 28, 29 e 30, passará para os dias 30, 31 e 1º de junho. Já a área 3 receberá água nos dias 2, 3 e 4 de junho. As chuvas também fizeram com que os sistemas do Prata e do Pirangi ficassem sem condições de funcionamento.

Mais Lidas