Chuvas

MPPE faz reunião com prefeitos do Agreste e Mata Sul

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 07/06/2017 às 10:32
NOTÍCIA
Leitura:

Município de Barreiros, na Zona da Mata Sul, é um dos que está em situação de emergência
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Os integrantes do gabinete de gerenciamento de crise do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) fazem reunião nesta quarta-feira (7) com os prefeitos de cidades do Agreste e Zona da Mata Sul que estão em situação de emergência por causa das enxurradas e inundações. Os decretos n° 44.491, 44.492 e 44.531/2017 somam 27 municípios pernambucanos em situação de emergência, com vigência de 180 dias.

No encontro, realizado na Faculdade de Formação de Professores da Mata Sul (Famasul), o procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, e os demais membros do gabinete tratarão sobre atos que podem ser tomados pelo Poder Executivo diante da situação.

De acordo com o MPPE, mesmo em situação de emergência, existem regras com o objetivo de evitar que o erário público seja lesado. Também foram convocados para a reunião 16 promotores de Justiça que atuam nas cidades afetadas.

Estado de emergência

No último balanço realizado, o número de desabrigados em Pernambuco é de 3.252 pessoas, que estão abrigadas em prédios públicos. O número de desalojados (abrigados em casas de amigos e parentes) é de 43.605.

Os 27 municípios decretados pelo Governo de Pernambuco em situação de emergência são Água Preta, Amaraji, Barra de Guabiraba, Barreiros, Belém de Maria, Bonito, Caruaru, Catende, Cortês, Escada, Gameleira, Ipojuca, Joaquim Nabuco, Jurema, Jaqueira, Lagoa dos Gatos, Maraial, Palmares, Primavera, Ribeirão, Rio Formoso, Quipapá, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, Sirinhaém, Tamandaré e Xexéu.

Mais Lidas