Abastecimento

Após mais de um ano, Belo Jardim voltará a receber água nas torneiras

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 15/06/2017 às 11:49
NOTÍCIA
Leitura:

Barragem de Bitury, localizada em Belo Jardim, conseguiu acumular água com as chuvas que caíram na região
Foto: divulgação/Compesa

A população de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, voltará a ser abastecida pela rede de distribuição. A cidade estava sem receber água pelas torneiras desde maio de 2016. O abastecimento será feito por meio de rodízio e completado com carros-pipa.

De acordo com a Compesa, a Barragem de Bitury, localizada em Belo Jardim, conseguiu acumular água com as chuvas que caíram na região. Com capacidade de reservar 17 milhões de metros cúbicos de água, o manancial atingiu 3,6% do nível na semana passada, e registra 612 mil metros cúbicos de água armazenados.

A Barragem Pedro Moura Jr., outro manancial que fornece água para o sistema integrado que atende Belo Jardim, Sanharó, Tacaimbó e São Bento do Una, continua seca. Por causa disto, o volume acumulado de Bitury será suficiente para abastecer apenas Belo Jardim, por um período de dois meses, em regime de rodízio de três dias com água e 27 dias sem.

A cidade de Belo Jardim conta com 80 mil moradores e é um polo industrial da região. Segundo a Compesa, o abastecimento complementar para a população será feita com carro-pipa. Para retirar a água do "volume morto" de Bitury, a companhia está instalando uma balsa flutuante com um conjunto de motobombas que fará a captação de água na barragem e realiza serviços de manutenção para colocar o sistema para funcionar novamente.

Adutora do Moxotó

A solução definitiva para o abastecimento de água de Belo Jardim, assim como os municípios de Sanharó, Tacaimbó, São Bento do Una, São Caetano, Pesqueira, Alagoinha, e Arcoverde é a obra estruturadora da Adutora do Moxotó, que vai trazer água do canal do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco para o Agreste. A expectativa é de que a conclusão da obra seja antecipada para o final deste ano. O prazo inicial era abril de 2018.

Mais Lidas