Abastecimento

Moradores de Caruaru passarão menos dias sem água a partir desta terça

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 27/06/2017 às 7:56
NOTÍCIA
Leitura:

Caruaru terá novo rodízio, que prevê cinco dias com água e 15 dias sem
Foto: divulgação

O abastecimento de água de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, será ampliado a partir desta terça-feira (27), quando passará a vigorar o novo rodízio de cinco dias com água para 15 dias sem. Desta forma, o tempo sem água nas torneiras será reduzido de 20 para 15 dias. A mudança foi definida nessa segunda-feira, durante reunião entre o presidente da Compesa, Roberto Tavares, e o governador Paulo Câmara.

De acordo com a Compesa, a Barragem do Prata, localizada em Bonito, também no Agreste, alcançou 79,4% da capacidade total de armazenamento, que é de 42 milhões de metros cúbicos de água, após as chuvas que atingiram a região. O volume acumulado, segundo a companhia, garante segurança hídrica para prorrogar o uso da água do Prata até o próximo verão. Antes das chuvas, o reservatório estava em pré-colapso.

A recuperação da Barragem do Prata é uma boa notícia para Caruaru, já que a cidade teve o rodízio ampliado desde o colapso da Barragem de Jucazinho, localizada em Surubim, em setembro de 2016. Os moradores já passaram a ficar com cinco dias com água e 20 sem, desde o mês de março. Em fevereiro, o calendário era de quatro dias com água e 12 sem.

Caruaru e outras cinco cidades do Agreste estava contando ainda com o Sistema Pirangi. Com as chuvas do mês de maio, a enchente do Rio Pirangi, que fica em Catende, na Mata Sul, provocou inundação da Estação de Bombeamento, queimando os painéis elétricos e impedindo o funcionamento. Segundo a Compesa, os equipamentos ainda estão em manutenção e a previsão é de 45 dias para retorno da operação do sistema.

Ampliação

De acordo com a Compesa, a expectativa é reduzir ainda mais o calendário de distribuição e ofertar mais água para a cidade e demais municípios da região. Uma obra de ampliação das estações de bombeamento do Sistema do Prata/Pirangi está sendo realizada e deve ser concluída em setembro deste ano. O Governo do Estado autorizou o investimento de R$ 2,6 milhões para instalação de novos conjuntos de motobombas mais potentes, cujas obras estão em andamento, e vai possibilitar o aumento da capacidade transporte de água do sistema de 740 litros por segundo para 950 l/s.

Mais Lidas