Abastecimento

Garanhuns sairá do racionamento de água na próxima semana

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 04/07/2017 às 10:29
NOTÍCIA
Leitura:

A Barragem de Mundaú atingiu a capacidade máxima, de 1,2 milhão de metros cúbicos de água
Foto: divulgação/Compesa

A cidade de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, sairá do racionamento de água na próxima segunda-feira (10). Duas das três barragens que alimentam o sistema de abastecimento do município estão sangrando, de acordo com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). O rodízio estava em vigor desde fevereiro deste ano, com o intuito de preservar os mananciais.

A Barragem do Cajueiro está com 71,49% do nível total
Foto: divulgação/Compesa

As chuvas que caem na região desde o mês de maio fizeram com que as barragens de Inhumas e Mundaú atingissem a capacidade máxima de acumulação, de 6,9 milhões e de 1,2 milhão de metros cúbicos de água, respectivamente. A Barragem do Cajueiro, maior reservatório do sistema (14,5 milhões de metros cúbicos), registrava 71,49% do nível total, nessa segunda-feira (3).

A Barragem de Inhumas chegou a atingir o estado de colapso no mês de março. Segundo a Compesa, o volume de água acumulado nos três mananciais assegura o abastecimento de Garanhuns até o início do próximo período chuvoso, em maio de 2018.

Intervenções

Nas duas últimas semanas, a Compesa está realizando uma série de intervenções nas unidades operacionais do sistema de abastecimento de água da cidade, para garantir o pleno funcionamento após o fim do rodízio na distribuição. O mecanismo é fechar e abrir registros (manobras), para assegurar o cumprimento dos calendários de abastecimento.

A Barragem de Inhumas está com 6,9 milhões de m³ de água
Foto: divulgação/Compesa

Uma manutenção preventiva foi realizada no quadro elétrico da estação de bombeamento da Barragem do Cajueiro. Em Mundaú, os técnicos estão concluindo um serviço de reparo nas estruturas da Estação Elevatória 1 (bombeamento). As três barragens também atendem as cidades de Angelim e São João, além do distrito de São Pedro.

Mais Lidas