Defesa Civil

Unidade de Saúde, prédio e casas são interditados em Garanhuns

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 17/07/2017 às 9:58
NOTÍCIA
Leitura:

Áreas de risco estão sendo inspecionadas pela Defesa Civil em Garanhuns
Foto: divulgação/Prefeitura de Garanhuns

Uma ação da Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil (Compdec) de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, interditou quatro imóveis nos últimos dias na cidade. Os locais ficam em áreas de risco e o órgão está em alerta devido às chuvas registradas nos últimos dois meses. Há uma semana, um prédio desabou no bairro Aloísio Pinto, provocando duas mortes, o que deixou os moradores ainda mais preocupados.

De acordo com a Prefeitura de Garanhuns, um dos blocos de um condomínio localizado na Rua Getúlio Zooby Júnior, no bairro São José, foi interditado, por causa da possibilidade de deslizamento de uma encosta. Duas residências na comunidade da Liberdade também foram interditadas; os moradores foram retirados pela equipe. A Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro também foi interditada. Os atendimentos foram transferidos para a UBS do bairro Heliópolis.

Como o prédio que desabou na semana passada fazia parte de um conjunto residencial, a Compdec decidiu interditar os outros dois blocos do conjunto, que fica na Rua Desembargador João Paes. Os moradores já deixaram o local desde a terça-feira passada (11), um dia após o desabamento do prédio.

A Compdec orienta que a população que mora em áreas de risco esteja atenta a possíveis fissuras ou deslocamento de massa nas barreiras e encostas. As pessoas que moram na parte superior destes locais devem estar atentos ao piso e às paredes. A população pode entrar em contato com o Corpo de Bombeiros pelo número 193 e pela Defesa Civil pelo (87) 99900.3333.

Mais Lidas