Movimento

Caruaru lança 'Juntos pela Educação' para melhorar qualidade do ensino

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 25/07/2017 às 14:20
NOTÍCIA
Leitura:

Objetivo do movimento é "transformar Caruaru pela educação"
Foto: reprodução/Internet

A Prefeitura de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, lança nesta terça-feira (25), às 17h, o "Movimentos Juntos pela Educação". O objetivo do projeto é "transformar Caruaru pela educação", melhorando a qualidade do ensino. A cidade vai receber cerca de R$ 60 milhões na área educacional.

A reforma do sistema educacional será apresentada a professores, gestores, pais e alunos na Escola Municipal Josélia Florêncio, no bairro São João da Escócia. Segundo a prefeitura, a educação municipal vem apresentando resultados educacionais abaixo das metas projetadas pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

O objetivo do "Movimento Juntos pela Educação" é melhorar a qualidade do ensino, garantindo aos estudantes o acesso, a permanência e o sucesso escolar, neutralizando os rankings de reprovação (17%), abandono escolar (6%) e distorção da idade/série ao ano (23%). Ainda de acordo com a prefeitura, os números foram avaliados pelo Instituto Qualidade no Ensino (IQE) e debatidos com a Secretaria de Educação municipal.

A Secretaria de Educação informou que o programa vai combater as causas do fracasso escolar: a precariedade das instituições de ensino, equipamentos e recursos pedagógicos insuficientes e desatualizados, ausência de programas para formação continuada e de política de valorização profissional, inexistência de proposta pedagógica e de política adequada de educação de tempo integral e inclusiva, entre outros.

As metas do "Juntos pela Educação" incluem 138 escolas com material esportivo adequado para a prática de esportes e equipes preparadas para a participação de torneios internos e jogos escolares; 40.731 estudantes com fardamento e kit de material didático; 138 escolas atendidas com o Programa Aprender com Saúde, com atendimento de médico oftalmologista e dentista, diário escolar digital.

O programa também promete levar cultura, esporte, lazer e cidadania aos estudantes. O movimento promoverá ainda o acesso ao teatro para alunos da rede municipal; 580 estudantes de 10 escolas serão qualificados para atuar como agentes do meio ambiente; 10 escolas serão abertas nos fins de semana com atividades esportivas, culturais e de formação em direitos humanos e cidadania, entre outros.

As metas também preveem a amplicação e requalificação de 138 escolas; a construção de creches para ampliar a oferta para atender 8 mil crianças até 2020; ampliação da oferta de educação em tempo integral; a requalificação e equipagem de 80 bibliotecas escolares; mobiliário e equipamentos de 80 laboratórios de informática; viabilização de laboratórios móveis em 58 escolas da zona rural; escolas monitoradas por câmeras com acesso dos alunos por biometria, entre outros.

Professores

O movimento também pretende valorizar a gestão escolar e realizar a qualificação dos profissionais de educação do município. A prefeitura também informou que será anunciada a seleção de 80 novos gestores; a realização de curso de formação de gestores em processos de gestão escolar por resultados; o plano de cargos e carreiras dos profissionais da educação será revisado; a capacitação de 2.350 professores, etc.

Mais Lidas