Pioneira no Brasil

Avicultura de PE adota sistema de rastreabilidade para o ovo

Da editoria de Economia
Da editoria de Economia
Publicado em 04/08/2017 às 11:41
NOTÍCIA
Leitura:

Medida vai garantir mais segurança e selo de qualidade aos produtos do Estado, que é o maior produtor de ovos do Nordeste
Foto: Chico Bezerra/JC Imagem

"Juntos no campo e nos arranjos produtivos", disse Paulo Câmara
Foto: Chico Bezerra/JC Imagem

A indústria avícola pernambucana será a primeira do Brasil a adotar um sistema de rastreabilidade para o ovo produzido no Estado, numa iniciativa do setor em conjunto com a Secretaria de Agricultura de Pernambuco, através da Agência de Defesa Agropecuária de Pernambuco (Adagro) e Associação Avícola de Pernambuco (Avipe).

Na tarde dessa quinta-feira (3), em São Bento do Una, no Agreste, durante a abertura da 2ª Feira da Avicultura do Nordeste (Aviuna), o governador Paulo Câmara assinou o decreto criando o sistema, que deve ser implantado em até 90 dias, pelas empresas do setor, cuja produção chega a ser de 10 milhões de ovo/dia. Para se ter ideia, o método de rastreabilidade está implantado apenas na França, Suécia, Suíça e Alemanha, todas da comunidade europeia.

A proposta do governo com esse projeto é dar maior segurança aos produtos oriundos da região do Agreste. Com o selo de rastreabilidade, o ovo de Pernambuco passa a ter maior diferencial no mercado por carregar um número impresso em cada unidade. Isso porque, com o decreto, será possível organizar e regulamentar o trânsito e o comércio de ovos e derivados, para fins de fiscalização e controle sanitário, indicando desde a procedência até a comercialização desse produto.

Apenas os ovos vendidos em supermercados que são obrigatoriamente pré-embalados não terão um número por unidade, sendo essa identificação colocada na caixa que já sai da indústria pronta para o consumo. O setor de supermercados responde por 10% de toda a produção comercializada no varejo.

O setor avícola instalado em Pernambuco possui 2 mil granjas que, além da produção dos ovos, totalizam uma produção de 14 milhões de frangos por mês. Temos que estar muito junto no campo e nos arranjos produtivos, buscando gerar emprego e renda, fazendo com que a produção avícola de Pernambuco continue a crescer, a se desenvolver e a nos orgulhar, disse o governador Paulo Câmara. O presidente da Avipe, Edival Veras, considera que a rastreabilidade é muito importante para aumentar a credibilidade do setor e a segurança alimentar.

A Adagro, por sua vez, tem o papel fundamental de rientar, fiscalizar e fazer parcerias em favor de uma agropecuária de qualidade, que proteja as pessoas que adquirem os produtos e, ao mesmo tempo, dê boas condições de trabalho aos fornecedores, disse o governador, frisando que Pernambuco é o maior produtor de ovos do Nordeste e que o sistema de rastreabilidade é pioneiro no Brasil.

Mais Lidas