Balanço

24ª Rodada de Negócios da Moda Pernambucana gerou R$ 20 milhões

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 14/08/2017 às 11:56
NOTÍCIA
Leitura:

Geração de negócios registrou aumento de 13,5%, em relação ao ano passado
Foto: divulgação/Acic

A 24ª edição da Rodada de Negócios da Moda Pernambucana gerou cerca de R$ 20 milhões em Negócios em Caruaru, no Agreste. Quando comparada edição anterior, a geração de negócios registrou aumento de 13,5%. Um balanço divulgado nesta segunda-feira (14) pelos organizadores mostra que mais de um milhão de peças foram comercializadas e quase quatro mil pedidos foram gerados. O evento contou com aproximadamente 500 compradores e mais de 1.340 visitantes nos três dias.

A avaliação é de que o potencial de atualização com as tendências do mercado ficou mais evidente desta edição, a partir da criação de um espaço externo que aproximou o público dos profissionais da cadeia da moda e da inclusão de uma empresa de Goiás entre as expositoras. Com o novo espaço, a Rodada passou a disponibilizar cinco ambientes de exposição dos portfólios dos profissionais de moda, dos produtos e uma exposição plástica e estética do conceito de moda para visitação.

Além de Pernambuco, empresas da Paraíba, do Ceará, do Rio Grande do Norte e de Goiás estiveram entre os expositores das coleções primavera/verão 2018. Os produtos foram peças de surf wear/street wear, praia, fitness, moda íntima, bebê/infantil, jeans, moda feminina, moda masculina e de calçados e acessórios.

Rodada recebeu mais de 1.340 visitantes nos três dias
Foto: divulgação/Acic

"Proporcionamos um happy hour regional para os expositores e compradores e ainda preparamos uma equipe para acompanhar todo o período pós-venda. Além disso, iniciamos as discussões no Comitê Gestor para implantação de novas medidas para fazer a próxima edição ainda melhor e maior", avalia o presidente da Acic, Pedro Miranda.

Realização

A Rodada de Negócios da Moda Pernambucana tem o patrocínio do Banco do Nordeste e do Governo Federal, com o apoio do Sindicato das Indústrias do Vestuário de Pernambuco (Sindivest-PE), da Associação Comercial e Industrial de Toritama (Acit), da Associação Comercial e Empresarial de Surubim (Aciasur) e da Associação Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe (Ascap).

Mais Lidas