São Bento do Una

Morre vigilante de carro-forte explodido no Agreste de Pernambuco

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 17/08/2017 às 9:54
NOTÍCIA
Leitura:

Carro-forte foi explodido na última terça-feira (15) na PE-180, em São Bento do Una
Foto: reprodução/TV Jornal

O vigilante Roberto Ferreira de Lira, 31 anos, que dirigia o carro-forte alvo de explosão em São Bento do Una, no Agreste de Pernambuco, não resistiu aos ferimentos e faleceu na madrugada desta quinta-feira (17) no Hospital da Restauração (HR), no Recife.

O segurança do carro-forte estava internado na unidade de saúde desde a última terça-feira (15), data do crime. Ele passou por cirurgia para amputar a perna direita, que havia sido baleada, e estava na sala de recuperação. O vigilante faleceu por volta das 2h30.

Outra vítima da investida, o agricultor Ivo Paz de Lima, 65, continua na unidade de trauma do HR. Ele segue em coma, entubado e respirando com a ajuda de aparelhos. O estado de saúde é gravíssimo. O agricultor passava pela via quando o carro-forte foi assaltado e foi atingido por uma bala perdida na cabeça.

Um outro vigilante foi baleado de raspão no dia do crime. Ele foi levado para o hospital local de São Bento do Una, atendido e liberado. Os outros dois vigilantes dos quatro que estavam dentro do carro-forte não ficaram feridos.

Relembre o crime

O veículo de transporte de valores saiu de São Bento do Una com destino a Lajedo, na última terça-feira (15). O carro-forte foi abordado no fim da tarde na PE-180, por oito homens armados em duas caminhonetes. Os criminosos atiraram contra o veículo, o que fez com que o motorista perdesse o controle e o carro saísse da pista.

Já no matagal, os suspeitos renderam os vigilantes e explodiram o carro-forte. A investida deixou dois vigilantes e um idoso que passava pelo local feridos. De acordo com o diretor do Sindicato dos Vigilantes em Caruaru, João Rodrigues, todos os malotes que estavam dentro do carro-forte foram roubados. Os valores não serão divulgados.

Mais Lidas