Compesa

Recuperação da Estação Elevatória do Sistema Pirangi será iniciada

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 18/08/2017 às 10:06
NOTÍCIA
Leitura:

Estação Elevatória 1 do Sistema Pirangi será recuperada
Foto: divulgação/Compesa

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) anunciou nessa quinta-feira (17) que irá iniciar a recuperação da Estação Elevatória 1 (sistema de bombeamento) do Sistema Pirangi. O sistema parou de funcionar em junho, após as enchentes registradas no município de Catende, na Mata Sul, onde fica o Rio Pirangi.

As intervenções irão restabelecer a operação da estação elevatória, ampliando a capacidade de bombeamento para Caruaru, Agrestina, Altinho, Ibirajuba e Cachoeirinha. O sistema recebeu investimento de R$ 60 milhões.

O presidente da companhia, Roberto Tavares, e o diretor de Articulação e Meio Ambiente, Aldo Santos, estiveram em Palmares e Catende nessa quinta para avaliar a situação. Segundo a Compesa, os serviços não começaram antes pois era necessária uma vistoria por parte do seguro.

Presidente da Compesa, Roberto Tavares, visitou Palmares e Catende
Foto: divulgação/Compesa

Os dois também vistoriaram as obras de ampliação da capacidade de produção do Sistema Prata-Pirangi, com investimento de R$ 2,6 milhões. A vazão do sistema vai ampliar de 600 para 900 litros de água por segundo.

De acordo com a Compesa, as águas do Rio Pirangi são transportadas através de uma adutora de 27 quilômetros de extensão para se interligar ao Sistema Prata, em Bonito, e distribuir estas cidades.

Adutora do Agreste

A cidade de Toritama será a primeira do Estado a receber água de Pirangi pelos trechos finalizados da Adutora do Agreste. A segunda será Santa Cruz do Capibaribe. Até o fim do ano, serão beneficiados os municípios de Riacho das Almas, Cumaru, Passira e Salgadinho. A obra deve garantir ainda a preservação da Barragem do Prata.

Mais Lidas