Vilência

Prefeita Raquel Lyra lamenta casos de violência em Caruaru

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 17/09/2017 às 14:10
NOTÍCIA
Leitura:

Raquel Lyra lamenta os casos de violência em Caruaru
Foto: Divulgação

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, enviou uma nota lamentando sobre o caso do jornalista Alexandre Farias, e os demais casos de violência ocorridos no município, no Agreste de Pernambuco, durante os últimos dias.

Nota na íntegra:

"Lamento profundamente os fatos ocorridos na noite de ontem em que foram vítimas da violência urbana a socorrista Josimere do Nascimento, o motorista do SAMU Valderir Antônio do Nascimento e o apresentador da TV Asa Branca, Alexandre Farias. É inaceitável a situação de vulnerabilidade que nós, da população de Caruaru, estamos vivendo diariamente, devido à falta de segurança. Vamos pedir a Deus para que tudo ocorra bem na recuperação de todos e me coloco à disposição das famílias.
Esses casos ocorreram em pouco mais de 24h da perda que tivemos de seu Severino Venâncio, um trabalhador, que serviu ao nosso município por 34 anos, e foi brutalmente assassinado por um motivo fútil enquanto trabalhava no Mercado de Carnes. Até quando vamos sair de casa sem saber se vamos voltar? Desde 1º de janeiro, até a presente data, foram 200 homicídios em nosso município, isto representa um aumento de mais 33% em relação ao ano passado, o que torna Caruaru um das cidades mais violentas do Brasil.

Faço por aqui também, da mesma maneira que venho fazendo através de expedientes e reuniões com o Governador Paulo Câmara, mais uma vez, o meu apelo para que melhore as condições das polícias que atendem o município, através da criação de mais delegacias de plantão, com aumento do efetivo e a mudança para que o 4° Batalhão se torne exclusivo para Caruaru, serviço de chamada de emergência 190 com atendimento no município, entre outras medidas que já foram solicitadas diversas vezes desde o início da gestão.

De nossa parte, estamos agindo dentro do que cabe ao município, levando a efeito as ações na área de prevenção, intervenções urbanas e interlocução com todos os órgãos responsáveis diretamente pelo enfrentamento da violência e da criminalidade e também com a comunidade, através dos Conselhos de Segurança Cidadã dos bairros e da zona rural (CONSEC). Não podemos mais viver nessa situação de abandono, precisamos de ação. Minha luta para devolver a paz pra nossa gente será incansável", diz a prefeita.

A Câmara de Vereadores de Caruaru também emitiu nota sobre o caso: 

"O Poder Legislativo de Caruaru, através do Presidente vereador Lula Tôrres, e em nome dos vereadores e da vereadora que compõem a Casa Jornalista José Carlos Florêncio, se solidariza com todas as vítimas da violência de Caruaru e de Pernambuco.

A Câmara lamenta o evento ocorrido na noite deste sábado com os servidores públicos do SAMU, a socorrista Josimere do Nascimento e o motorista Valderir Antônio do Nascimento. E ainda, com a grave situação do jornalista da TV Asa Branca Alexandre Farias.

O Poder Legislativo reafirma neste momento de comoção, o compromisso dos edis em debater e buscar alternativas, aliadas a ações concretas para a diminuição dos índices de violência em Caruaru. Em 2017, a Câmara realizou diversas audiências públicas com o tema segurança, além de inúmeros projetos voltados a este tema apresentados pelos parlamentares, enviados aos órgãos públicos como o Governo do Estado, a fim de que tomassem as medidas necessárias.

A Câmara assegura ao povo de Caruaru, que seus representantes não se omitiram e continuarão a cobrar do Poder Público, ações e auxílio para que a violência diminua.

Por fim, pedimos a Deus que tenha misericórdia dos atingidos e suas famílias, e que continue abençoando nossa Caruaru",

expressa o presidente da Câmara Municipal de Caruaru, Lula Tôrres,.

Caso

Alexandre Farias foi baleado dentro de seu carro enquanto seguia para sua casa, no bairro do Alto do Moura, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. No caminho, o jornalista ficou no meio de um tiroteio causado por uma perseguição policial contra bandidos que estariam em um carro roubado.

Ainda durante a fuga dos suspeitos, dois socorristas do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) que atendiam uma vítima de um acidente de trânsito, também foram atropelados pelos bandidos. Os dois socorristas foram levados para o Hospital Regional do Agreste (HRA) e não correm risco de morrer.

Alexandre foi socorrido pelo Samu para o HRA, mas foi transferido pouco depois para o Hospital da Unimed do município.

Mais Lidas