Cultura

Cidade de Pesqueira recebe a 20ª edição do projeto Palco Giratório

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 21/09/2017 às 14:13
NOTÍCIA
Leitura:

A intervenção artística Maiêutica será exibida pela atriz Raquel Mützenberg
Foto: Divulgação/Oficina Comunicação

A cidade de Pesqueira, no Agreste de Pernambuco, entra no circuito de apresentações da 20ª edição do projeto Palco Giratório. O município vai receber nesta sexta-feira (22/9) a intervenção artística Maiêutica com atriz Raquel Mützenberg, do Mato Grosso. A apresentação terá início às 9h, em frente à Secretaria Municipal de Turismo, que fica na Rua Adalberto de Freitas, e vai percorrer algumas vias do centro comercial até voltar ao ponto de partida.

A intervenção traz experimentos de manipulação com bonecos híbridos ou germinados, investiga performance, formas animadas e o corpo. Tem como temática o parto, não apenas o de dar à luz a um ser, mas o de parir ideias que venham a provocar mudanças, uma tentativa de re-parir-se, de renascer de si mesma.

A artista coletou o material cênico em contatos com gestantes, parturientes, doulas e buscou informações em notícias jornalísticas e discussões de grupos sobre parto humanizado, violência obstétrica e misoginia. Tudo começou a partir de uma pesquisa acadêmica que acabou se desdobrando em intercâmbios com artistas de áreas diversas em que prevaleceu o diálogo interdisciplinar durante sua construção.

Nesta quinta-feira (21), Raquel Mützenberg apresenta o espetáculo de repertório Augustino Peixe Grande", um teatro de formas animadas, na Praça da Rosa, no Centro da Cidade, às 16h. Na encenação, a atriz conta a história de Agustino que pesca peixes, crustáceos, ideias, sentimentos e desejos em um rio. Mas, ela mostra que chega um momento em que o que é do rio, ao rio tem que voltar.

Palco Giratório

O projeto, que chega este ano à sua 20ª edição, é considerado o maior projeto de circulação nacional das artes cênicas e está consolidado no cenário cultural brasileiro. Ao todo, em 2017, o projeto vai passar por 144 cidades nos 26 estados e no Distrito Federal. Serão 685 apresentações artísticas que vão envolver 20 companhias. A ideia do Palco Giratório é contribuir para uma política de descentralização e difusão das produções cênicas e proporcionar trocas de experiências e intercâmbios entre artistas e plateia, por meio de oficinas, seminários e festivais.

Mais Lidas