Abastecimento

Alagoinha volta a receber água pela rede de distribuição

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 26/10/2017 às 14:09
NOTÍCIA
Leitura:

Barragem Ipaneminha passou seis anos em colapso
Foto: divulgação/Compesa

A cidade de Alagoinha, no Agreste de Pernambuco, vai voltar a receber água pela rede de distribuição, após seis anos de colapso da Barragem Ipaneminha. A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) realiza ações de recuperação das unidades do sistema de abastecimento da cidade para garantir a água nas torneiras dos 15 mil moradores da cidade.

Ipaneminha, que fica em Pesqueira, é a única fonte hídrica de Alagoinha, e apesar de ter sido beneficiada pelas chuvas do inverno, não foi possível retomar a distribuição de água de forma imediata, já que alguns equipamentos precisaram de reparos. A fase de pré-operação do sistema deve começar nesta sexta-feira (27).

Segundo a Compesa, a fase mais complexa é o teste dos 23 quilômetros da adutora, que transporta água da Barragem de Ipaneminha até a Estação de Tratamento de Água (ETA) de Alagoinha. Nesta fase, é comum a ocorrência de vazamentos e, consequentemente, a suspensão do abastecimento para realização dos serviços de reparo das tubulações. Inicialmente, a cidade deve ser atendida com calendário de três dias com água e 27 sem.

Pesqueira também será beneficiada

As ações do Sistema Ipaneminha também beneficiarão localidades de Pesqueira que ainda estão sendo atendidas por carros-pipa. A previsão é de que até o fim de outubro seja iniciada a distribuição de água pela rede para o Loteamento Leonardo, Eucalipto, Vila Anápolis, Santo Antônio, Bairro Central e José Rocha.

O resto da cidade vem sendo abastecida, desde junho deste ano, pelo Sistema Santa e Pedra D'água. Alagoinha e Pesqueira também serão beneficiadas com a obra da Adutora do Moxotó, que tem previsão para ficar pronta em dezembro deste ano. O investimento é de R$ 85 milhões e o empreendimento vai atender 400 mil pessoas em dez cidades.

Mais Lidas