Calor

Apac emite alerta de baixa umidade em municípios do Sertão de PE

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 21/11/2017 às 10:06
NOTÍCIA
Leitura:

Em Serra Talhada, umidade relativa do ar atingiu 14%, menor valor da reunião
Foto: reprodução/TV Jornal

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) emitiu um alerta de baixa umidade relativa do ar para esta terça-feira (21) e esta quarta-feira (22) em municípios do Sertão de Pernambuco. O aviso prevê que a umidade relativa do ar deve atingir valores abaixo de 20% em grande parte da região, com temperaturas acima de 37°C.

Os menores valores registrados foram 14% em Serra Talhada; 18% em Ibimirim; 19% em Petrolina e 20% em Floresta. De acordo com a Apac, a presença de uma massa de ar seco sobre o Nordeste propicia a elevação da temperatura e a baixa da umidade relativa do ar.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), um nível considerado aceitável deve estar acima dos 50%. Alguns dos problemas decorrentes da baixa umidade do ar são complicações alérgicas e respiratórias devido ao ressecamento de mucosas; sangramento pelo nariz; ressecamento da pele; irritação dos olhos; eletricidade estática nas pessoas e equipamentos; aumento do potencial de incêndios florestais.

Cuidados

Valores entre 20 e 30% estão dentro do "estado de atenção", quando as pessoas devem evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11h e 15h; umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, etc; permanecer em locais protegidos do sol; consumir água à vontade, entre outros.

Os números entre 12 e 20% são considerados "estado de alerta", quando é necessário observar as recomendações do estado de atenção; suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10h e 16h; evitar aglomerações em ambientes fechados e usar soro fisiológico para olhos e narinas.

Valores abaixo de 12% estão dentro do estado de emergência. Neste caso, é preciso observar as recomendações dos estados de atenção e de alerta; determinar a interrupção de qualquer atividade ao ar livre entre 10h e 16h como aulas de educação física, coleta de livro, entrega de correspondência, etc; determinar a suspensão de atividades que exijam aglomerações em locais fechados (aulas, cinema) entre 10h e 16h; durante as tardes, manter ambientes internos úmidos; entre outros cuidados.

Mais Lidas