Entrevista

Deputado Adalto Santos pede extinção do projeto Semear após denúncias

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 28/11/2017 às 19:54
NOTÍCIA
Leitura:

Deputado estadual Adalto Santos
Foto: divulgação/Alepe

O deputado estadual Adalto Santos (PSB) solicitou ao Governo de Pernambuco a extinção do programa "Semear". Nessa segunda-feira (27), o parlamentar esteve no plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) para denunciar aulas classificadas por ele como "pornográficas" em uma escola estadual de Caruaru, no Agreste.

Em entrevista ao programa "Além da Notícia", da Rádio Jornal Caruaru, o deputado contou que recebeu cinco professores da rede pública, que denunciaram que as aulas estavam constrangendo as crianças e adolescentes.

De acordo com a denúncia, as crianças e adolescentes deveriam apontar as partes íntimas e escrever sinônimos para os órgãos sexuais no quadro da escola, entre outras atividades.

Adalto Santos informou ainda que esteve no Palácio do Campo das Princesas com o secretário de Governo João Campos para tratar do assunto. Ele garantiu que daria uma resposta sobre o assunto dentro de três dias.

Confira a íntegra da entrevista:

Por meio de nota, a Secretaria de Educação informou que o Projeto Semear foi desenvolvido com o objetivo de fortalecer o protagonismo juvenil, considerado uma premissa da Educação Integral no Estado, contribuindo com a formação do estudante como jovem autônomo, solidário, competente e produtivo. Ainda segundo a nota, as temáticas abordadas no projeto são discutidas com estudantes e professores, a partir de temas centrais, a exemplo de "empreendedorismo", "identidade", "gênero", entre outras temáticas. 

Mais Lidas