Polícia Civil

Três operações de repressão prendem criminosos no Agreste de PE

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 13/12/2017 às 10:28
NOTÍCIA
Leitura:

Delegados Ernande Francisco (Cupira), José Rivelino (Dinter 1), Joselito Kehrle (chefe da PCPE) e Bruno Vital (Divisão de Homicídios)
Foto: Jailma Barbosa/TV Jornal Interior

A Polícia Civil de Pernambuco deflagrou três operações de repressão qualificada na manhã desta quarta-feira (13) no Agreste do Estado. A operação "Serra Segura" foi realizada em Gravatá; a "Torniquete", em Cupira, e a "Tocandira" em Caruaru, Panelas, Lagoa dos Gatos, Agrestina e Cupira. Os detalhes estão sendo apresentados pela polícia em Caruaru.

O objetivo da operação "Serra Segura" foi cumprir 34 mandados de prisão e 16 mandados de busca e apreensão domiciliar contra uma organização criminosa especializada na prática de homicídios, tentativas de homicídios, roubos e tráfico de drogas. Desta operação, participaram 120 policiais civis, entre delegados, comissários, agentes e escrivães, além de 20 policiais militares. As investigações foram realizadas pela Delegacia de Gravatá.

A operação "Tocandira" teve como objetivo desarticular uma quadrilha voltada para a prática de homicídios, tráfico de drogas, roubo qualificado, porte e comércio ilegal de arma de fogo, coação a testemunhas, adulteração de sinais identificadores de veículos automotores e organização criminosa.

Diagrama de vínculos dos envolvidos na operação Tocandira
Foto: Jailma Barbosa/TV Jornal Interior

As investigações começaram em junho deste ano e foram realizadas pela Divisão de Homicídios do Agreste. A atuação do grupo criminosa era em Caruaru, Panelas, Lagoa dos Gatos, Agrestina e Cupira. A operação objetivou cumprir 16 mandados de prisão e nove mandados de busca e apreensão domiciliar. Foram empregados 90 policiais civis na "Tocandira".

A última operação, intitulada "Torniquete", foi realizada no município de Cupira, onde também é feita a "Tocandira". O objetivo foi desarticular um grupo voltado para tráfico de drogas e de armas. Estão sendo cumpridos 15 mandados de busca e apreensão itinerante. As investigações foram realizadas pela Delegacia de Cupira e 10 policiais civis participaram da operação, além de 28 policiais militares.

Mais Lidas