Compesa

Após seis anos de colapso, Alagoinha volta a receber água na torneira

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 18/12/2017 às 8:21
NOTÍCIA
Leitura:

Barragem de Ipaneminha, localizada em Pesqueira, passou seis anos em colapso
Foto: divulgação/Compesa

O município de Alagoinha, no Agreste de Pernambuco, voltou a receber água nas torneiras nesse fim de semana, após seis anos em colapso. A notícia agradou os 15 mil moradores da cidade, que não recebiam água pela rede de distribuição por causa da seca na região. O centro da cidade será a primeira área a receber o abastecimento.

De acordo com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), foram quase 50 dias de trabalho para restabelecer o fornecimento de água na cidade, que estava sendo realizado apenas por carros-pipa. Segundo a Compesa, os técnicos irão acompanhar o processo de estabilização da rede de distribuição para elaborar e anunciar o calendário de abastecimento para este mês.

Para viabilizar o atendimento de Alagoinha, foi necessário realizar obras de recuperação da Estação de Tratamento de Água (ETA) Pesqueira e da rede de distribuição. A Compesa também aproveitou um trecho de 18 quilômetros da Adutora do Agreste para transportar água da Barragem de Ipaneminha, no município de Pesqueira, para a cidade. O colapso e a não utilização da barragem durante seis anos fizeram necessária a realização de intervenções.

Adaptação

Ainda de acordo com a Compesa, eventuais vazamentos e interrupções do sistema são comuns após a volta da operação de uma rede de abastecimento cujas tubulações ficaram muito tempo sem uso. Por causa disto, o número de equipes de manutenção foi ampliado e os técnicos da companhia estão mobilizados para corrigir as ocorrências até a regularização total das pressões.

Mais Lidas