Projeto

Ambulantes realizam assembleia para discutir relocação em Caruaru

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 05/01/2018 às 11:42
NOTÍCIA
Leitura:

Projeto prevê a repaginação de pisos e das calçadas de dois largos
Foto: divulgação/Prefeitura de Caruaru

A Associação Caruaruense de Trabalhadores Autônomos (ACTA) vai realizar, neste sábado (6), a partir das 13h, uma assembleia para discutir a retirada dos ambulantes das principais ruas do centro de Caruaru, no Agreste de Pernambuco.

De acordo com o vice-presidente da ACTA, Eduardo Dantas, os trabalhadores estão preocupados com a decisão da prefeitura de centralizar os ambulantes de 18 ruas em dois pontos. "A gente tem a preocupação que não tenha movimento, que o pessoal não possa sobreviver. Atrás de cada carrinho, de cada banco, tem uma família que precisa de sustento", afirmou.

Projeto

Na semana passada, a Prefeitura de Caruaru assinou um contrato de repasse junto à Caixa Econômica Federal para garantir a repaginação de pisos e das calçadas de dois largos, Guararapes e Praça Leocádio Porto, para organizar o comércio de ambulantes que atuam nas ruas do centro.

Atualmente, a prefeitura tem cadastrados 474 ambulantes. O projeto vai atender 571 ambulantes, sendo 302 no Largo Guararapes e 269 no Largo Praça Leocádio Porto. Segundo a prefeitura, os ambulantes terão crachá, barracas desmontáveis ou painel, banco, guarda-sol e carrinho para transporte. No fim do dia de trabalho, os ambulantes deverão retirar a barraca do local, porque o espaço será utilizado para apresentações culturais.

Mais Lidas