Saúde

Dia D de combate à tuberculose tem programação nas unidades básicas de saúde de Caruaru

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 23/03/2018 às 11:48
NOTÍCIA
Leitura:

A campanha visa conscientizar não apenas o paciente, mas também familiares e amigos no auxilio do tratamento.
Foto: divulgação/Prefeitura de Caruaru

Neste sábado (24) é celebrado o Dia Mundial de Combate à Tuberculose, para conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce. Em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, o Dia D está sendo celebrado nesta sexta-feira (23), com ações de prevenção e orientação em todas as Unidades Básicas de Saúde do município. Mas as atividades nos PSF´s seguem até o dia 06 de abril com palestras, buscas ativas, captação de sintomático respiratório, coleta de material para baciloscopia, roda de conversa, teatro educativo, entre outros.

De acordo com a assessoria, com a temática Líderes para um mundo livre de tuberculose, a campanha visa conscientizar não apenas o paciente, mas também familiares e amigos no auxilio do tratamento. O diagnóstico precoce e o tratamento correto são importantes para evitar a tuberculose multirresistente. A enfermidade é curável, com tratamento gratuito, fornecido pelo SUS através das policlínicas, Unidades Básicas de Saúde e Unidades de Saúde da Família.

Doença e tratamento

A doença afeta principalmente os pulmões, existindo também em outras formas, como ganglionar periférica, pleural, cutânea, oftálmica, renal, meníngea, entre outras, sendo transmitida pelo bacilo de Koch. Em Pernambuco foram registrados 4.650 novos casos em 2017, desses, 240 foram em Caruaru. No mundo são mais de 10 milhões de casos por ano, com cerca de um milhão de óbitos.

Para evitar a tuberculose é necessário imunizar as crianças no primeiro ano de vida com a vacina BCG, pois protege contra as formas mais graves da doença. Já o diagnóstico precoce continua sendo a melhor forma de prevenir a transmissão da doença, iniciando o tratamento adequado o mais rápido possível. Com 15 dias após iniciado o tratamento, a pessoa já não transmite mais a doença.

O tratamento deve ser feito por um período mínimo de seis meses, diariamente e sem nenhuma interrupção. A prevenção inclui evitar aglomerações, especialmente em ambientes fechados, mal ventilados e sem iluminação solar. A tuberculose não se transmite por objetos compartilhados. O tratamento só termina quando o médico confirmar a cura total do paciente.

Mais Lidas