Polêmica

Justiça Eleitoral declara inelegível atual prefeito de Belo Jardim, no Agreste

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 18/04/2018 às 16:18
NOTÍCIA
Leitura:

A decisão se deu em razão de processo por suposto abuso de poder econômico.
Foto: Divulgação

O juiz eleitoral da 45ª zona eleitoral de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, condenou, nesta terça-feira (17), o atual prefeito do município, Francisco Hélio de Melo Santos, tendo em vista supostos abusos de poder econômico cometidos pelo mesmo em 2015.

De acordo com o Tribunal Eleitoral Regional, dentre as ações atribuídas ao prefeito constam: doação de carro, alimentos, patrocínio de carteira de estudante, patrocínio torneio de futebol e outros eventos; uso abusivo e indevido de meios de comunicação e patrocínio ostensivo em programa de rádio de seu grupo político, além de grande divulgação de suas qualidades pessoais.

De acordo com a sentença, o representado foi considerando inelegível por 8 anos, a contar do pleito de 2016.

Por meio de nota, a assessoria do prefeito informou que assim que for comunicado da decisão eleitoral irá recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A nota diz ainda que uma equipe de advogados pessoais do prefeito acredita que não foram analisados todos os argumentos da defesa e acredita que, em 2ª instância, essa decisão será reformada. É importante salientar que o mandado do prefeito não foi cassado, finaliza a nota.

Mais Lidas