Saúde

Caruaru se prepara para Campanha de Vacinação contra gripe

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 19/04/2018 às 7:46
NOTÍCIA
Leitura:

A campanha tem como principal objetivo contemplar, com as doses da vacina, grupos prioritários e de maior vulnerabilidade.
Foto: arquivo/Agência Brasil

Terá início na segunda-feira (23) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, estratégia do Ministério da Saúde para diminuir o impacto da gripe em todo o país. O Dia D, considerado a data mais importante de mobilização nacional, está marcado para 12 de maio, um sábado. Em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, a 20° Campanha Nacional de Vacinação seguirá até o dia 1º de junho.

A campanha tem como principal objetivo contemplar, com as doses da vacina, grupos prioritários e de maior vulnerabilidade. De acordo com a assessoria, este ano, o Ministério da Saúde deverá encaminhar para Caruaru cerca de 40 mil doses da vacina. A gripe é uma doença séria, que mata mais de 650 mil pessoas todos os anos, de acordo com um recente levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS). Além de causar aqueles sintomas clássicos febre alta, nariz entupido, cansaço e dor no corpo , ela está por trás de complicações como pneumonia e infarto.

A vacinação do período é destinada a gestantes, puérperas até 45 dias, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, trabalhadores de saúde, povos indígenas, indivíduos acima de 60 anos, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou que possuam condições clínicas especiais com apresentação de prescrição médica, professores da rede pública e particular, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

As vacinas estão disponíveis nos postos de Saúde da Família e nos centros de saúde. A Secretaria de Saúde da cidade passou algumas informações importantes para tirar as dúvidas de quem vai tomar a vacina; confira: 

Contraindicações

Geralmente, a vacina não costuma dar reações. Em casos raros, a pessoa pode experimentar uma pequena alergia na pele, no local da aplicação. O imunizante só está proibido mesmo para quem tem alergia severa ao ovo (ele é fabricado dentro da casca e se replica a partir da gema e da clara). Mas essa é uma condição bem incomum.

Tomei ano passado. Preciso repetir a dose?

Sim, sem dúvida nenhuma! A taxa de proteção da vacina começa a cair após alguns meses. Os vírus da gripe têm uma alta capacidade de mutação. Logo, os que estão circulando agora são bem diferentes daquelas que aterrorizaram o inverno passado. Portanto, é preciso se resguardar novamente para não penar com espirros, prostração, febre e outros sintomas.

Mais Lidas