menu

Mãe perde filha de 12 anos e acusa Hospital Municipal de Belo Jardim por negligência

Segundo os familiares, de 11 a 14 desse mês a menina deu entrada na unidade e os médicos não conseguiram descobrir o que ela tinha.
Foto: reprodução/TV Jornal

A família de uma menina de 12 anos está acusando o Hospital Júlio Alves de Lira, em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, onde a Maria Eduarda deu entrada por várias vezes, de negligência médica. Segundo os familiares, de 11 a 14 desse mês a menina deu entrada na unidade e os médicos não conseguiram descobrir o que ela tinha.

Quando diagnosticaram a gravidade do estado de saúde da menina, já era tarde demais. Maria eduarda morreu em uma ambulância a caminho do Recife.

Veja na reportagem exibida no "TV Jornal Notícias" da TV Jornal Interior:

O hospital informou por meio de nota que lamenta o falecimento da paciente. A direção da unidade esclarece que toda assistência foi dada à menina, que foi atendida no hospital entre os dias 11 e 14 de abril. Durante os atendimentos a paciente foi avaliada, medicada e reavaliada. Contudo, houve uma rápida evolução na piora do quadro clínico, ocasião em que foi acionada a central de leitos na busca por vaga na unidade de tratamento intensivo (UTI), sendo disponibilizada a vaga no Hospital Universitário Oswaldo Cruz, localizado em Recife. O hospital também providenciou o transporte da paciente em ambulância, mas em função do agravamento do quadro a paciente foi atendida no Mestre Vitalino, mas não resistiu e morreu, finaliza a nota.