Economia

Café Ouro Verde, o preferido do Agreste

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 17/05/2018 às 10:47
NOTÍCIA
Leitura:

Com quase 40 anos de mercado, o Café Ouro Verde aposta em novo maquinário para gerar aumento de 10% na produção
Foto: divulgação

Tomar café já virou algo indispensável na rotina dos brasileiros. E dos nordestinos, então, nem se fala! De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Café (Abic), no ano passado, o aumento de 4% no consumo do líquido no Nordeste foi superior à média nacional, que ficou em 3,2%.

O tradicional pretinho é a segunda bebida mais consumida no País, perdendo apenas para a água. Em Caruaru, a regra se confirma. "Apesar da concorrência e da recente crise economia que o País passou, nós temos um crescimento constante de vendas na Capital do Agreste", conta a diretora comercial do Café Ouro Verde, Daniele Oliveira.

A empresa familiar de Garanhuns atende vários Estados do Nordeste, entre eles, Alagoas, Paraíba, Bahia e Pernambuco. Com a cidade de Caruaru, logo desenvolveu um relacionamento de carinho.

Novas máquinas devem gerar um aumento em torno de 5% a 10% na produção dos cinco tipos de café oferecidos pela marca
Foto: divulgação

"É uma praça muito boa em que somos bem recebidos. É um povo muito acolhedor, receptivo, que tem muito a ver com a nossa marca. Somos, há nove anos, líderes de preferência no município e gostamos de retribuir esse carinho que recebemos", destaca Daniele, que dirigente a empresa com o pai e presidente, José Luciano de Oliveira, e o irmão e diretor financeiro da companhia, Luciano Júnior.

Com quase 40 anos de mercado, o Café Ouro Verde tem boas expectativas para o ano de 2018. Novo maquinário será implantados na empresa, aumentando a qualidade dos blends da marca, feitos com grãos selecionados, oriundos de Minas Gerais, Bahia e do Espírito Santo.

As novas máquinas devem gerar um aumento em torno de 5% a 10% na produção dos cinco tipos de café oferecidos pela marca: o tradicional, premium, à vácuo, solúvel e solúvel descafeinado, vendidos em supermercados e atacados.

Além da marca Ouro Verde, que comercializa café, a empresa também conta com a Grão Verde, que trabalha com grânulos para ração de animais, alimentos e temperos. Milho, xerém, mungunzá, além de tempero misto e colorífico fazem parte do portfólio da empresa.

Juntas, as duas contam com cerca de 150 funcionários, que trabalham diariamente para que os 23 itens que compõem o portfólio das empresas chegue com qualidade e rapidez à mesa dos consumidores. E que agradem seus paladares e aqueçam seus corações, assim como uma boa xícara de café.

Mais Lidas