Junho

Quadrilhas Juninas se preparam para festivais de São João

Renata Moura
Renata Moura
Publicado em 31/05/2018 às 15:38
NOTÍCIA
Leitura:

Molecodrilha existe há 12 anos e vem ensaiando desde outubro do ano passado
Foto: divulgação

Várias quadrilhas estilizadas do Agreste de Pernambuco estão nos últimos preparativos para as competições que destacam a tradicional dança, que no decorrer dos anos ganhou ares sofisticados. Uma delas é a Quadrilha Junina Chapéu de Couro, radicada atualmente em Belo Jardim. A quadrilha faz 19 anos de história em 2018, e atualmente conta com 42 componentes e o marcador, Alex Inaldo, que também é o idealizador do projeto.

A rotina de ensaios é exaustiva. De acordo com Alex, os passos das coreografias começaram a ser ensaiados em agosto do ano passado: "É muito difícil achar componentes que realmente queiram participar. Muitas vezes a gente convida as pessoas, mas elas dizem que a coreografia é muito difícil, por isso é preciso um tempo maior de ensaio. Quando vai chegando mais perto do período junino, a gente intensifica os ensaios", diz ele. Em média, os ensaios da Quadrilha Chapéu de Couro são realizados quatro vezes por semana. Cada dia, a coreografia é feita durante quatro horas consecutivas. "A gente faz somente uma pausa para eles tomarem uma água e depois continua. Eles não cansam, eles gostam do ensaio", se diverte Alex.

Quadrilha Chapéu de Couro, em Belo Jardim, também participa do concurso
Foto: divulgação

Outra quadrilha que está se preparando desde o ano passado para a maratona do São João 2018 é a Molecodrilha. O grupo de dança existe há 12 anos, e vem ensaiando para o período junino desde outubro: "A gente ensaia na quadra do Colégio Cristina Tavares, na Vila Padre Inácio [em Caruaru]. Ao todo, somos cinco fileiras com oito pessoas cada, totalizando quarenta componentes", explicou uma das organizadoras da quadrilha Letícia Rafaela.

Temáticas e figurino

Outro show à parte são as temáticas e figurinos das quadrilhas estilizadas. Para a turma de Belo Jardim, o ensaio geral marcado para o próximo sábado (2) já será de roupa nova: "Já estamos com o figurino quase pronto, mesmo com todas as dificuldades na compra do tecido e confecção das roupas", explicou Alex Inaldo. A Quadrilha Junina Chapéu de Couro trará como tema em 2018 "O Nordeste de São João, Tradições e Paixões". "É um tema que fala do amor, do Nordeste, da tradição e do São João", disse o puxador.

Já a Molecodrilha traz o rádio como tema de sua apresentação: "Nosso tema é 'Sintonize na Molecodrilha nas Ondas do Rádio'. Vamos fazer um passeio pelo universo dos radialistas e de toda essa estrutura", afirmou Letícia, que também revelou que os figurinos já estão quase prontos.

Festival

Em Caruaru, o Festival de Quadrilhas Estilizadas chega à 23ª edição em 2018. O festival começou junto com um concurso de ruas ornamentadas. "O concurso de ruas ornamentadas não foi pra frente mas o Festival de Quadrilhas se fortaleceu muito, e a gente abriu para outras regiões. No ano passado nós tivemos até uma quadrilha do Distrito Federal", orgulhou-se a idealizadora do concurso Sandra Moreira.

Mais Lidas