Investigação

Exame confirma que ossada era de mulher desaparecida em Caruaru

NE10 Interior
NE10 Interior
Publicado em 21/06/2018 às 9:02
NOTÍCIA
Leitura:

Auxiliar de serviços gerais Helena Josefa da Silva, 58 anos, foi achada morta
Foto: arquivo pessoal

Os exames de DNA realizados em uma ossada encontrada em uma serralheria na Vila Kennedy, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, confirmaram que se tratava de Helena Josefa da Silva, 58 anos. A auxiliar de serviços gerais estava desaparecida desde 6 de dezembro do ano passado.

Naquele dia, Helena saiu de casa dizendo que iria para o trabalho, em uma escola municipal no bairro Maria Auxiliadora, mas nem chegou lá nem voltou para a residência. Ela deixou o celular e os documentos pessoais em casa.

No dia 9 de maio, uma ossada foi encontrada em uma serralheria na Rua Leão Dourado durante um serviço de escavação. Os ossos foram levados para o Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife para realização de exames. O filho da vítima esteve no local para fazer o exame de DNA, que deu positivo.

Ossada humana foi encontrada em serralheria na Vila Kennedy
Foto: reprodução/TV Jornal

De acordo com o delegado Alberes Costa, o que antes era tratado como desaparecimento, virou um inquérito de homicídio e ocultação de cadáver. Ainda não se sabe a causa da morte. Também não há informações sobre quem teria cometido o crime, nem os motivos. "Nenhuma hipótese é descartada", disse o delegado. O caso continuará sendo investigado pela 1ª Delegacia de Caruaru.

Mais Lidas