Luto

Políticos do interior lamentam morte de presidente da Alepe

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 03/07/2018 às 9:37
NOTÍCIA
Leitura:

Guilherme Uchoa faleceu nesta terça-feira (3) aos 71 anos
Foto: arquivo/JC Imagem

A morte do presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Guilherme Uchoa (PSC), causou forte comoção entre os políticos do interior do Estado. A prefeita de Caruaru, no Agreste, Raquel Lyra (PSDB), disse por meio de nota que recebeu com pesar a notícia do falecimento de Guilherme Uchoa, considerado, de acordo com ela, um presidente atuante e um político comprometido com a causa pública: "Deixo minhas sinceras condolências à família e amigos por esta inestimável perda".

A deputada estadual Laura Gomes (PSB) afirmou que Pernambuco amanheceu mais triste com o falecimento do político. "Tive a honra de conviver mais de perto nos últimos anos e admirava seu zelo e cuidado com a Casa Joaquim Nabuco, casa de todos os pernambucanos. Ao longo dos 23 anos como deputado Estadual, Guilherme Uchoa deixa uma marca importante na política do Estado. Deixo meu abraço carinhoso a toda a família", disse.

O prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB), lamentou a morte do ex-colega de Assembleia. "Fomos colegas em três dos seus seis mandatos, inclusive fui seu vice em um dos mandatos de presidente da Assembleia. Guilherme era um deputado querido por todos os demais. Presidente da Alepe por seis vezes, o que demonstrava a sua capacidade de diálogo e articulação. Um quadro importante da política pernambucana que deixará uma grande lacuna. Minhas sinceras condolências à família e que Deus traga o conforto", afirmou.

O deputado Diogo Moraes, de Santa Cruz do Capibaribe, lamentou a perda do presidente da Alepe, que era considerado um amigo e um pai. "Neste momento, faltam palavras e sobra emoção pela dor do seu falecimento. Uchoa fechou seu ciclo de maneira honrada, trabalhando muito. Aos familiares, nossos sinceros sentimentos. A nós, seus amigos, só restam as boas lembranças. Que Deus o tenha, meu querido amigo".

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, disse que ninguém consegue se manter por seis mandatos como presidente apenas por força política e que Uchoa era querido e respeitado por todos. "Eu vi isso de perto, assim como tive a honra de aprender muito junto com Uchoa. Lições que me ajudaram a evoluir como pessoa e político, pelas quais serei eternamente grato", disse.

Mais Lidas