Problema

Pacientes com HIV denunciam falta de medicamentos em Caruaru

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 16/07/2018 às 15:01
NOTÍCIA
Leitura:

Uso irregular do medicamento pode agravar problema
Foto: reprodução/TV Jornal

Os remédios para os soropositivo são entregues no Centro de Saúde Amélia de Pontes, o antigo lactário de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, e duram apenas um mês. Muitos pacientes estão reclamando da falta de medicamentos na unidade. A falta dos mesmos podem agravar o problema de quem é portador do vírus.

O Serviço de Atendimento Especializado (SAE), que funciona dentro do antigo lactário é a única unidade de saúde em Caruaru que da apoio as pessoas com o vírus HIV, a medicação vem da Secretaria Estadual de Saúde, que recebe do Ministério da Saúde. O Brasil é o único país que distribui o coquetel gratuitamente através do Sistema Único de Saúde (SUS).

Veja na reportagem do "Povo na TV", da TV Jornal Interior:

Sobre o assunto, a Secretaria Estadual de Saúde informou que vem trabalhando na descentralização do atendimento aos usuários que vivem com o HIV/Aids no Estado, assim como na conscientização de profissionais de saúde de serviços estaduais e municipais em relação ao acolhimento dos pacientes. A secretaria diz ainda que medicamentos antirretrovirais são encaminhados ao estado pelo Ministério da Saúde e distribuídos nas unidades pernambucanas. Sobre o medicamento citado, a área técnica da secretaria está analisando a situação para tomar as devidas providências.

Mais Lidas