Luto

Mãe de pernambucana morta a tiros na Nicarágua fala sobre última vez que falou com a filha

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 25/07/2018 às 8:05
NOTÍCIA
Leitura:

Raynéia Gabrielle Lima, 31 anos, morava em Manágua, na capital da Nicarágua, desde 2013. Ela foi assassinada a tiros na cidade
Foto: Reprodução/TV Jornal

Raynéia Gabrielle Lima, 31 anos, morava em Manágua, na capital da Nicarágua, desde 2013. Ela foi assassinada a tiros na cidade, que enfrenta uma onda de protestos que pedem a saída do Presidente Daniel Ortega. A polícia local atribuiu a morte da brasileira a um vigilante privado.

Raynéia é natural de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata de Pernambuco, e mudou-se para o país para realizar o sonho de cursar medicina.

Como os então sogros dela moravam no país, a estudante casou-se e foi para lá. O relacionamento não deu certo, mas Raynéia continuou na capital até terminar o curso.

Muito abalada, a mãe dela, que mora em Garanhuns, no Agreste do Estado, conta que sempre se comunicava com a filha. O último contato aconteceu por um aplicativo de mensagens no mesmo dia em que a filha morreu.

Veja na reportagem do "TV Jornal Notícias", da TV Jornal Interior:

Mais Lidas