ELEIÇÃO

CUT só apoia 'plano B' com aval de Lula

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 01/09/2018 às 10:48
NOTÍCIA
Leitura:

O presidente da CUT, Vagner Freitas, ao lado de Fernando Haddad (PT), Paulo Câmara (PSB) e Humberto Costa (PT) em Garanhuns
Foto: Ana Maria Miranda

Com informações de Ana Maria Miranda, do NE10 Interior

O presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, afirmou neste sábado (1º) que a entidade só apoiará outro nome do PT como candidato a presidência, se o próprio ex-presidente Lula (PT) fizer esse pedido. A declaração foi dada durante a chegada do "plano B" do PT, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, ao Aeroporto de Garanhuns, no Agreste pernambucano.

"A CUT apoia o Lula e quem ele indicar. Ele. Não é mais ninguém. Ele sabe disso. Nós escrevemos um documento oficial e entregamos ao partido dele. Nós apoiamos Lula. E só mudamos de opinião se ele nos disser para mudar. Se ele achar que tem que ir até o fim, nós vamos com ele até o fim. Se ele achar que tem que mudar, colocar o Haddad, iremos de Haddad por vontade do Lula", afirmou Freitas, ao ser questionado se a CUT ajudaria na campanha de Haddad.

Campanha

Um dia após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassar o registro de Lula como candidato a presidente, Fernando Haddad veio fazer atos de campanha na terra natal do ex-presidente, as cidades de Caetés e Garanhuns, no Agreste de Pernambuco.

Mais Lidas