Entrevista

José Maria Eymael defende criação do Ministério da Família

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 03/09/2018 às 11:22
NOTÍCIA
Leitura:

José Maria Eymael é candidato à Presidência da República pela quinta vez
Foto: divulgação

O candidato à presidência da República José Maria Eymael (DC) foi entrevistado na manhã desta segunda-feira (3) durante o programa "Repercutindo", da Rádio Jornal Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Eymael disputa o cargo pela quinta vez. "Quero construir um novo e melhor Brasil", afirmou.

Entre as propostas de Eymael está a reforma política - que garantirá igualdade entre os candidatos -, a redução da quantidade de ministérios para 15 e a criação do Ministério da Família. De acordo com ele, países como Canadá, Alemanha e Austrália já têm este ministério, que objetiva que as ações de governo tenham como foco a família.

Falando sobre o incêndio que destruiu o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, Eymael afirmou que são necessárias ações para preservar a história. "Países que não cuidam da sua história não têm futuro", disparou.

O candidato afirmou que uma reforma da Previdência é necessária, mas as mudanças devem ser realizadas em discussão com a população. Eymael disse ainda que tem como um dos compromissos ações para o Nordeste, mas não deu maiores detalhes.

Sobre segurança pública, Eymael informou que não concorda com o porte de armas para todos. "Você entregar arma para a população é entregar arma para bandido, não funciona", opinou. O candidato disse ainda que concorda com o aborto nos termos já previstos em lei e que é contra a descriminalização das drogas.

Ouça a íntegra da entrevista:

Mais Lidas