Habitação

Cadastramento para o Minha Casa Minha Vida começa nesta segunda em Caruaru

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 17/12/2018 às 8:35
NOTÍCIA
Leitura:

Residencial Alto do Moura, em Caruaru
Foto: divulgação/Arnaldo Félix/Prefeitura de Caruaru

As inscrições para o Residencial Radialista Luiz Alberto, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, começam nesta segunda-feira (17). O residencial faz parte do programa Minha Casa Minha Vida - faixa I. O cadastramento será feito exclusivamente de forma presencial pela prefeitura, através da Gerência de Projetos Habitacionais da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SDSDH).

O cadastro será feito até o dia 22 de fevereiro de 2019, das 8h às 16h, na Rua Floriano Peixoto, nº 147, Bairro Nossa Srª das Dores, no prédio do antigo CCI (calçada da CDL). Serão sorteadas 496 unidades habitacionais, que estão sendo construídas na Avenida Jaboatão, da PE-120, que fica na antiga estrada para Agrestina, próximo ao Hospital Regional do Agreste.

Apartamentos

Os apartamentos terão 43,68m² de área privativa. Cada prédio terá térreo mais três andares, com quatro unidades por andar. Cada apartamento contará com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de lavar. O residencial será composto por 31 blocos com 16 unidades habitacionais em cada, em dois condomínios para gestão das áreas comuns, praça, quadra poliesportiva e contará com o Selo Azul de Reaproveitamento de Água. A empresa 2MS Engenharia Ltda é a responsável pela construção.

Documentos

Para realizar a inscrição, é necessário comprovar renda mensal bruta familiar de até R$ 1,8 mil. O Benefício de Prestação Continuada BPC e o Bolsa Família não compõem a renda. Além disto, o candidato não pode ter sido beneficiado anteriormente em programa de habitação social do Governo, nem possuir casa própria ou financiamento em qualquer unidade federal.

O candidato deverá ser maior de 18 anos (ou emancipado) e deverá comparecer, no ato da inscrição, com duas testemunhas que deverão levar original e cópia do RG e CPF. É necessária a presentação dos seguintes documentos: documento oficial de identificação com foto; CPF; folha de rosto do CADÚNICO atualizada; comprovante de endereço atual; comprovante de estado civil; atestado médico com Código Internacional de Doenças (CID), descrição da enfermidade para pessoas com deficiência ou de que façam parte da família pessoas com deficiência, com carimbo e assinatura do médico.

Todos os dados e a documentação dos candidatos inscritos serão enviados para a análise da Caixa Econômica, a qual classificará os cadastros em Incompatíveis, Pendentes ou Compatíveis os que seguirão no processo de seleção. Os candidatos aptos assinarão contrato com a Caixa e acompanharão o sorteio que irá definir a unidade de cada contemplado.

 

Mais Lidas