Denúncias

Obras do complexo da Polícia Científica continuam inacabadas em Caruaru

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 15/01/2019 às 15:43
NOTÍCIA
Leitura:

Complexo da Polícia Científica começou a ser construído no governo Eduardo Campos
Foto: reprodução/TV Jornal

O governador Paulo Câmara (PSB) esteve em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, nesta terça-feira (15) para visitar as unidades de segurança da cidade. Ele esteve no complexo em que funcionam o 4º Batalhão da Polícia Militar, a Dinter 1, a Delegacia Seccional, entre outros, e na sede do 1º Batalhão Integrado Especializado.

Apesar disto, o complexo da Polícia Científica, obra que começou ainda no governo de Eduardo Campos, continua sem previsão de entrega. Além desta obra, o Hospital da Mulher é outra que ainda não foi entregue.

Veja na reportagem do "Povo na TV", da TV Jornal Interior:

Por meio de nota, a Secretaria de Defesa Social (SDS) informou que está sendo finalizada a readequação no projeto original do Complexo de Polícia Científica com o intuito de alinhá-lo às novas tecnologias existentes, garantindo o melhor funcionamento dos serviços prestados pela Polícia Científica. A expectativa é que a licitação da obra seja lançada ainda neste primeiro semestre de 2019.

Sobre o Hospital da Mulher, a Secretaria Estadual de Saúde informou que está fazendo uma auditoria nas obras da unidade, após problema com a empresa licitada para o trabalho. A expectativa é de que uma nova licitação seja lançada ainda no primeiro semestre deste ano para retomada dos trabalhos.

Já com relação ao Hospital São Sebastião, a secretaria disse que a área citada funcionava sob gestão municipal antes de a unidade ser desativada, em 2004. Segundo a pasta, após pactuação, a área ficou sob responsabilidade da prefeitura. O Governo informou que a prefeita estaria desinteressada em utilizar o espaço, portanto, a gestão estadual irá iniciar os estudos para utilização da área.

Sobre a Farmácia de Pernambuco, a SES informou que tem trabalhado para manter os estoques das unidades abastecidos. Segundo a SES, o programa de medicamentos excepcionais e de alto custo tem recebido uma crescente demanda de pacientes, o que tem prejudicado o planejamento das compras. Os planejamentos futuros deverão ser corrigidos.

Já sobre as denúncias sobre a Compesa, a resposta foi que a companhia procura atender todas as demandas do Procon com a maior brevidade possível. Para isto, um colaborador foi designado para focar especificamente nas resoluções notificadas pelos órgãos reguladores.

Por meio de nota, a Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos de Pernambuco, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), informou que está trabalhando na construção de um Plano de Conservação das estradas estaduais, que deve ser apresentado até o final de fevereiro. A secretária da pasta, Fernandha Batista, disse que o objetivo é, de acordo com critérios técnicos, definir um cronograma de trabalho para a realização de ações como tapa-buraco e sinalização ao longo de 2019. Dessa forma, segundo a nota, será possível restabelecer as condições de trafegabilidade das vias, garantindo mais segurança para a população.

Mais Lidas