WhatsApp

Polícia investiga autores de listas difamatórias com nomes de jovens de Caruaru

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 31/01/2019 às 11:42
NOTÍCIA
Leitura:

Listas estão sendo repassadas através de grupos no WhatsApp
Foto: reprodução/WhatsApp

A Polícia Civil está investigando os responsáveis de criar e repassar listas com nomes de pessoas de Caruaru e região do Agreste de Pernambuco com títulos como "machos escrotos" e "danadinhas" por meio do aplicativo de mensagens WhatsApp.

De acordo com o delegado Thiago Henrique, da 3ª Delegacia de Caruaru, as vítimas tem entre 15 e 20 anos. "É uma 'brincadeira' que configura crime", afirmou, em entrevista à Rádio Jornal Caruaru.

Segundo o delegado, tanto as pessoas que criaram como as que repassaram as listas poderão ser responsabilizadas criminalmente. Ainda segundo o delegado, cabe ainda uma indenização por danos morais.

Dois boletins de ocorrência já foram registrados na delegacia denunciando o crime de difamação. Uma pessoa já foi identificada e acionada para prestar esclarecimentos na delegacia.

"Há muito tempo a internet deixou de ser terra sem lei", disse o delegado. De acordo com Thiago Henrique, uma adolescente de 15 anos chegou a relatar que não sai de casa desde que o nome dela apareceu na lista. Segundo o delegado, a vítima está profundamente abalada e não quer mais ir à escola. Ele disse ainda que casos como este podem levar, inclusive a um suicídio.

Ouça a íntegra da entrevista:

Mais Lidas