Transporte público

Caruaru: fraude nos cartões LEVA passa a gerar processo criminal

Ana Maria Santiago de Miranda
Ana Maria Santiago de Miranda
Publicado em 20/02/2019 às 8:55
NOTÍCIA
Leitura:

Recadastramento está sendo realizado para evitar fraudes no sistema de transporte público
Foto: reprodução/TV Jornal Interior

A fraude nos cartões LEVA dos beneficiários de gratuidade no transporte público de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, poderá gerar processo criminal. A Associação das Empresas de Transportes de Passageiros de Caruaru (AETPC) pleiteou junto ao Ministério Público a medida para reduzir as fraudes constatadas no sistema de biometria.

A partir de agora, quem for pego praticando irregularidades na utilização dos cartões de bilhetagem eletrônica da cidade deverá responder a processo criminal. As fraudes serão comunicadas às autoridades e à Central de Inquéritos do MPPE.

O diretor institucional da AETPC acredita que fraudes no setor oneram o sistema e prejudicam a coletividade. "É importante respeitar o direito das pessoas, usando corretamente o benefício conquistado para evitar a suspensão", afirmou.

Recadastramento

Até o dia 28 de fevereiro, a AETPC realiza o processo de recadastramento dos cartões LEVA estudante rural e idoso. O procedimento começou no dia 4 de janeiro e também tem como objetivo reduzir o número de fraudes no transporte público.

Mais Lidas