MUNDO PET

Conheça Pigcasso, a porca salva de um matadouro que virou pintora de sucesso

Giliard
Giliard
Publicado em 27/02/2019 às 11:13
NOTÍCIA
Leitura:

Obras vendidas de Pigcasso ajudam no santuário em que a porca vive.
Foto: reprodução/Instagram

Tudo começou em 2016, quando a porquinha foi salva de uma instalação industrial de criação de suínos e passou a viver na Farm Sanctuary SA, nos arredores da Cidade do Cabo, na África do Sul. Segundo a proprietária e fundadora do santuário, Joanne Lefson, a pintura veio naturalmente para Pigcasso. Logo depois que ela foi resgatada, Lefson deu a porca alguns itens para brincar e, imediatamente, ela se interessou pelos pincéis.

Por alguma razão, ela deu um jeito aos pincéis e não demorou muito para que estivesse colocando o pincel na tela e vendendo obras de arte em todo o mundo, disse Lefson à rede de TV CBS News.

Pigcasso usa uma escova feita sob medida e uma tinta não tóxica para crianças para fazer suas obras-primas expressionistas abstratas. Ela assina o canto de cada uma de suas pinturas completas com a ponta de seu focinho, usando uma mistura de beterraba e tinta acrílica. Quando não está pintando, Pigcasso adora comer sua comida favorita: pipoca de caramelo.

As obras de Pigcasso vendidas são para beneficiar o santuário. Em 2018, ela se tornou o primeiro animal a sediar sua própria exposição, OINK, no The Waterfront, na Cidade do Cabo, e também vende suas peças online e através de uma galeria no santuário. Suas peças costumam ser vendidas entre 500 e 4 mil dólares. O trabalho artístico de Pigcasso já trouxe cerca de 145 mil dólares para o santuário.

A missão da Farm Sanctuary SA é inspirar compaixão pelos animais da fazenda. De acordo com Lefson, o santuário usa o dinheiro das obras de Pigcasso para resgatar mais animais e educar o público em geral sobre as atrocidades das práticas agrícolas industriais de hoje que não apenas prejudicam os animais, mas também a saúde e o meio ambiente.

Este mês, a Pigcasso lançou uma colaboração com a marca de relógios Swatch para celebrar o Ano Chinês do Porco. Lefson disse que a Swatch entrou em contato com a Pigcasso após sua popular exposição OINK. Eles deram orientações sobre as cores e estilo geral, e Pigcasso fez o resto! ela disse. Todos os rendimentos da venda dos relógios de edição limitada irão para o santuário.

No Instagram, é possível ver o trabalho da porquinha. Confira algumas obras e vídeos:

Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por Pigcasso (@pigcassohoghero) em

Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por Pigcasso (@pigcassohoghero) em

Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por Pigcasso (@pigcassohoghero) em

Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por Pigcasso (@pigcassohoghero) em

Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por Pigcasso (@pigcassohoghero) em

Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por Pigcasso (@pigcassohoghero) em

Via Blog Coisas de Pet

Mais Lidas