CâMARA

Túlio Gadêlha ‘desafia’ Bolsonaro a cantar hino nacional

Giliard
Giliard
Publicado em 28/02/2019 às 9:18
NOTÍCIA
Leitura:

Foto: Najara Araújo | Agência Câmara

O deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE) criticou o governo de Jair Bolsonaro (PSL), nessa quarta-feira (27), na tribuna da Câmara. O parlamentar afirmou que a presepada da semana foi do ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, ao recomendar às escolas colocar os alunos para cantar o hino nacional e gravar em vídeo o momento. Até me parece uma boa ideia, deputado Alexandre Frota (PSL-SP). Inclusive, desafio o presidente Jair Bolsonaro a cantar corretamente o hino, ironizou.

Mas na carta, o ministro pediu também que essa ação fosse filmada e lida uma mensagem que era concluída com o slogan da campanha eleitoral do presidente Jair Bolsonaro, uma solicitação de manifestação de autoritarismo inédita na história do Brasil, reclamou. Eu queria falar para o senhor ministro da Educação: É ilegal, senhor ministro da Educação, filmar, utilizar imagem de crianças sem prévia autorização de seus responsáveis. Sua solicitação fere, acima de tudo, a autonomia da gestão nas escolas, disse.

Problemas nas escolas

Túlio Gadêlha defendeu ainda a gravação de problemas estruturais em escolas.

Se é para filmar, então, filme as instalações precárias que há nas escolas hoje no Brasil, que filme a quadra mal mantida ou inexistente na grande parte das escolas do País, que filme a defasada e insuficiente grade curricular dos nossos alunos, que filme também as nossas salas de aula sem professor, e o Estado nem dá condições para que eles possam diariamente frequentar a escola. Aproveite e filme também o contracheque desses professores, filme a merenda, filme as agressões diárias que sofrem todos os profissionais de educação no Brasil, afirmou.

O deputado concluiu o discurso usando o slogan de Bolsonaro para criticá-lo. Precisamos ter responsabilidade. Nenhum governo pode estar acima de tudo e nenhuma crença pode estar acima de todos.

Mais Lidas